Política de línguas

 “Teve um tempo que nós, para viver, precisamos nos calar. Hoje, nós, para viver, precisamos falar”. (Pajé Luiz Caboclo – índio Tremembé do Ceará)  Se eu fosse os índios – não UM índio, mas OS ÍNDIOS que vivem nesse chão que é hoje o Brasil - aproveitaria a Conferência...

Detalhes

 ‘O homem que falava com o espelho’. Esse podia ser o título, mais apelativo, da crônica de hoje. O homem é Tikuein, um índio Xetá, da aldeia São Jerônimo, norte do Paraná. Na língua dele, “bom dia” é “Entxeiwi”, saudação com que, diariamente, iniciava uma longa convers...

Detalhes

 Quinta-feira, 13 de dezembro. Hora do almoço. O chofer da camionete chapa branca, apelidado de ‘Malandro Carioca’, pára na garagem do hotel. Desce o deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), trajando paletó azul e gravata vermelha. Encontra seu irmão caçula no restaurante. O ga...

Detalhes

Dona Fiota. Ela é dona Fiota e pronto. Ninguém a conhece pelo nome de Maria Joaquina da Silva. Mas também quem é que chama Tiradentes de Joaquim José da Silva ou Pelé de Edson Arantes do Nascimento? Basta uma única conversa para perceber que dona Fiota é uma mulher pod...

Detalhes

. Cidade de Manaus, capital do Amazonas. Última semana de março de 2006. O I Encontro de Professores Indígenas de Manaus está terminando. Numa sala do Centro de Formação Permanente do Magistério (CFPM), cerca de trinta índios de diferentes etnias fazem apresentações em ...

Detalhes

.Ixê aikú iké akuntai arama penharã mayé uyukuawa kua yaneenga nheegatu. Asuí ambéu arama mayé yasasaua puxuera tiresewara yaxari putai ukanhemo kua yaneenheega. - Égua! Que diabo é isso? – pergunta o leitor assustado. Bom, vou logo avisando que estou apenas transmitind...

Detalhes

Foi vestido com meu paletó 'abafa-banana'ainda cheirando à naftalina que compareci à Câmara dos Deputados em Brasília, para participar de dois eventos:audiência pública no auditório da Comissão da Amazônia e lançamento no salão nobre da Câmara do livro “Rio Babel – a hi...

Detalhes

 (De Quito, Equador) - O ex-ministro da ditadura militar, Delfim Neto, certamente seria ridicularizado – com muita razão – se comparecesse ao XV Congresso Internacional de Línguas em Perigo, que se realizou em Quito, Equador, de 7 ao 9 de setembro, com a participação de...

Detalhes

Paca, tatu, cotia sim. Esses e outros bichos desconhecidos na Europa foram encontrados no litoral brasileiro e na Amazônia pelos portugueses, que tomaram emprestado das línguas indígenas os nomes de animais, peixes, plantas, práticas culinárias, tecnologias tradicionais...

Detalhes

CORTEM A LINGUA DELES ! Cada quinze dias acontece uma morte. Dizem que cortam a língua da vítima.O cadáver desaparece sem deixar vestígio. Daqui até o natal haverá mais dois assassinatos em algum lugar do mundo, segundo o investigador irlandês David Crystal. Nenhuma pol...

Detalhes

Dadme, por favor, un pedazo de pan... / pero dadme / en español. César Vallejo (1892-1938) - La Rueda del Hambriento Neste sábado, lembrei o poeta peruano César Vallejo mendigando lá na França um pedaço de pão, mas que lhe dessem em espanhol, sua língua materna. A lem...

Detalhes

"Preservar a tradição não é conservar as cinzas, mas soprar a brasa para garantir que o fogo continue iluminando (Jean Jaurés). A primeira vez que ouvi falar na língua occitana foi em 1972 quando estava exilado em Paris. Uma amiga francesa, Paulette Delpont, me c...

Detalhes

Uma frase - uma simples frase - me fez viajar a Montpellier para participar com 15 mil pessoas da manifestação realizada neste sábado (24) em defesa da língua occitana. Os manifestantes exigiam que a Carta Europeia de Línguas Regionais e Minoritárias, assinada pelo Esta...

Detalhes

Uma frase - uma simples frase - me fez viajar a Montpellier, para participar com 15 mil pessoas da manifestação realizada neste sábado (24) em defesa da língua occitana. Os manifestantes exigiam que a Carta Europeia de Línguas Regionais e Minoritárias, assinada pelo Est...

Detalhes

"Uma língua é um dialeto que tem Exército, Marinha e Aeronáutica". R.A.Hall Oaxaca, México. Uma mulher de 28 anos, Irma López Aurélio, cuja língua materna é o mazateca, sentindo dores de parto, procurou um hospital,que se recusou atendê-la. Ela saiu e teve o filho ali ...

Detalhes

CUNHA TAÍ? EJEÍ UPEGUI CUNHA É. É isso mesmo. É assim que se diz em língua guarani "Fora Cunha": Ejeí upegui Cunha. E já que o país é multilíngue, o grito em português pode ter sido traduzido não só ao guarani, mas a dezenas de outras línguas faladas por índios, muitos ...

Detalhes