Theodor Kock-Grunberg

.Vem cá, leitora, confessa, alguma vez teu namorado, noivo, marido ou amante já te chamou carinhosamente de ‘minha yewánape-kulu' ou, pelo menos, te tratou com o doce nome de ‘u´le zapeli'? Não? Então, me desculpa, mas o cara não é romântico. Se fosse, te daria esse tra...

Detalhes