luta antimanicomial

O nosso Sissica foi-se. Na dura gíria dos anos 50, alguém diria que ele “fechou o paletó”. Gíria duplamente imprópria para o caso, porque o Sissica raramente usava paletó: odiava formalidades. Além disso, quem “fechava o paletó” era sempre o morto dos outros, nunca o no...

Detalhes

É carnaval. Milhões de brasileiros caem na folia. No Rio de Janeiro, em todos os bairros, pululam centenas de blocos de rua. Um deles é o ‘Tá Pirando, Pirado, Pirou’, que nasceu no Instituto Pinel, na Urca, em 2005, e hoje é formado por usuários, familiares e funcionári...

Detalhes

Ele era um marginal no sentido mais belo e profundo da palavra. Vivia à margem. Era um ribeirinho da terceira margem do rio. Rogelio Casado Marinho Filho, 63 anos, médico psiquiatra, artista, dramaturgo, cartunista, cinegrafista, fotógrafo, blogueiro, boêmio e festeiro,...

Detalhes