CRÔNICAS

VOTE BURGUÊS: BENTO XVI

Em: 24 de Abril de 2005
Tags:
Visualizações: 3830

 

 

A Igreja Batista tinha um templo no bairro de Aparecida, ali na Xavier de Mendonça, bem em frente à padaria do seu Armando. O culto, celebrado pelo pastor Chagas Carneiro, era semanalmente atacado por bombinhas de São João, atiradas lá dentro como se fossem granadas, algumas delas perigosas, como a ‘cabeça-de-nego', outras apenas barulhentas, como o ‘peido-de-velha'. As explosões vinham acompanhadas de gritos: “Crente do cu quente !”. As crianças choravam, os adultos se amedrontavam. Era um horror ! Foi então que a Igreja Batista cansada de guerra se mudou para a praça da Saudade, fugindo assim do terrorismo paroquial.
Quem fez a maldade de expulsar os crentes com bombas fomos nós, soldados mirins do ‘exército de Cristo': Geraldo Cocó, Bem-Te-Vi, Tuta, Come-Cabelo, Panelão, Rubi-Rola e esse locutor que vos fala, agora envergonhado e arrependido. Nos anos 50, fazíamos parte da Cruzada Eucarística Infantil, que vinha “trazer ao Brasil, um vigor novo e forte”. Com uma fita amarela ao peito, cantávamos o hino “Eia! Sus! Cruzadinhos amigos! A marchar nos impele o dever ”. Combatíamos hereges e infiéis. O catolicismo nos ensinava que existia apenas um único caminho para Deus. O resto era papo de crentes que, como vimos, tinham o rabo aquecido pelo fogo do inferno e mereciam ser exterminados.
Esse catolicismo guerreiro e arrogante foi sepultado, nos anos 60, pelo ecumenismo do papa João XXIII, para quem todas as religiões tinham valor e mereciam respeito. As ideias do Concílio Vaticano II chegaram rapidamente na paróquia de Aparecida. Lembro do Brígido Nogueira, um católico praticante, ralhando com a molecada que hostilizava os protestantes. Depois de tudo isso, vejo assustado que agora, em pleno século XXI, o catolicismo guerreiro pode ressuscitar se o novo papa, Bento XVI, que hoje inicia seu pontificado, for fiel ao cardeal Joseph Ratzinger, cujas idéias levaram os camaradinhas do PSTU, bem-humorados, a lançar o slogan: “ Vote burguês : Bento XVI”.
O papo do Papa
O papo do cardeal alemão provocou a fúria de protestantes e anglicanos. Ele escreveu documento oficial da Congregação para a Doutrina da Fé, em setembro de 2000, dizendo que a Igreja Católica é a única verdadeira e que fora dela não há salvação:
- “Assim como há somente um Cristo, existe um único corpo de Cristo: uma Igreja Católica e Apostólica apenas”.
Ou seja, a intolerância excluiu as demais religiões. Quem discordou, levou cacete. Vários sacerdotes alemães foram excomungados por terem administrado a eucaristia para protestantes. O caso mais conhecido foi o do padre Gotthold Hasenhüttl, suspenso do sacerdócio porque teimou em celebrar uma missa com os evangélicos.
Quem perdeu não foi apenas o diálogo inter-religioso com o judaísmo e o islamismo, nem o diálogo ecumênico com outras religiões cristãs, mas o diálogo interno, dentro da própria Igreja Católica. Durante os 23 anos em que dirigiu a Congregação para a Doutrina da Fé - sucessora e herdeira da Inquisição – o cardeal Ratzinger, no papel de Grande Inquisidor, puniu mais de cem teólogos, que não pensavam como ele, e exigiam mais tolerância com a Igreja protestante, como é o caso do alemão Hans Küng, para quem “a Igreja Católica não pode continuar acreditando que é a representante oficial da única verdade ”, ou do nosso Leonardo Boff, que vê “falta de misericórdia” no cardeal alemão .
Nos seus escritos antes de ser papa, o cardeal Ratzinger, como se já fosse infalível, firmou posição em relação a temas que angustiam o mundo cristão: divórcio, uso da camisinha, aborto, emprego de células-tronco no tratamento de doenças, celibato clerical, ordenação de mulheres, homossexualismo, pobreza e teologia da libertação. Por isso, não entendi quando ele apareceu, com sua cara parecida – com todo o respeito - à da Glória Menezes, e foi saudado por um grupo de seminaristas brasileiros, lá na Praça de São Pedro, com uma reação típica de torcida da seleção brasileira. Eles gritavam: “Habemos Papam, tchan, tchan, tchan” ou “se vê, se sente, o Papa está presente”.
Fogueiras virtuais
Se o papa Bento XVI aceitar as ideias do cardeal Ratzinger sobre o homossexualismo, o pessoal que corre na floresta está frito, ele vai disparar o trabuco e vão voar pelos ares os quatro “p”: penas, plumas, paetês e purpurinas. Na Carta aos bispos, de 1986, ele dá a seguinte orientação: “Ainda que a inclinação de uma pessoa homossexual não seja um pecado, é mais ou menos uma forte tendência a uma maldade moral intrínseca, portanto uma inclinação que deve ser vista como uma enfermidade”. Que horror! A irmã de caridade norte-americana, Jeannine Gramick, proibida por Ratzinger de realizar serviços religiosos para gays e lésbicas, acha que com o novo papa o catolicismo não vai sair da Idade Média .
Ratzinger condena as uniões extra-conjugais, o casamento de pessoas divorciadas, o uso da camisinha e da pílula anticoncepcional, “inaceitáveis do ponto de vista moral”. Também se opõe à ordenação de mulheres, aceita por anglicanos e luteranos, e é radical na defesa do celibato clerical, “que embora não seja um dogma, já se tornou um hábito de vida”. Discrimina os sacerdotes que se casaram e os filhos ilegítimos de padres, assustando a comunidade científica, quando se pronuncia contra o avanço científico e tecnológico.
No seu documento de 6.573 palavras sobre a atualidade da Igreja Católica, de 9 de outubro de 2002, Joseph Ratzinger não usa nenhuma vez as palavras ‘igualdade', ‘humilde', ‘pobre ou pobreza', ‘solidariedade', ‘amor ao próximo', ‘paz' ou ‘trabalhador'. Nessa altura do campeonato, Puebla, Medellín e a opção preferencial pelos pobres já foi pras cucuias. Frei Beto acha que isso pode prejudicar os movimentos sociais, “caso o papa não reconheça que lutar por justiça é um direito dos pobres, uma bem-aventurança para Jesus”.
Há quem diga que o novo papa pode surpreender, mas isso só ocorrerá se ele disser, como o FHC: “esqueçam tudo o que escrevi”. Caso contrário, a Igreja pode mergulhar num profundo obscurantismo e retroceder aos tempos em que padre andava de batina e missa era em latim. Frei Beto teme “um fundamentalismo católico , com fogueiras virtuais de inquisição e muitos sendo acusados de heresia, como correu no século XIX, quando Pio IX chegou ao ridículo de condenar o Estado laico, o progresso e até a luz elétrica ”.
Se isso acontecer, sinceramente, vou pedir minha carteirinha à Igreja Luterana, manifestando minha total solidariedade às outras religiões, às mulheres, aos padres casados, às bichas, aos sapatões, aos divorciados e aos usuários de camisinhas, todos eles filhos de Deus e meus irmãos. Não sou mais cruzadinho para ficar jogando bombas contra quem é diferente de mim. Prezo demais minha liberdade de pensamento. Tou fora. Fui.
P.S. 1– A comédia romântica “Mais uma vez amor” está estourando em todas as cidades brasileiras, incluindo Manaus. Dirigida por Rosane Svartman, a produção foi feita por uma amazonense, Clélia Bessa, que afirma ter sido, “com muito orgulho”, aluna da professora Nathércia Menezes no Centro Educacional Christus do Amazonas.

 

Comente esta crônica



Serviço integrado ao Gravatar.com para exibir sua foto (avatar).

7 Comentário(s)

Avatar
Pedro Barreto comentou:
13/02/2013
Se o Papa fosse intransigente com tudo o que acha errado, era criticavel, mas compreensivel. No entanto, ele é intransigente contra os homossexuais, contra a camisinha, contra o divórcio, contra a descriminalização do aborto, mas quando chega na pedofilia e na corrupção da Curia do Vaticano, ele fica calado.
Comentar em resposta a Pedro Barreto
Avatar
Narjara Botelho comentou:
12/02/2013
Sou estudante de teologia e o que mais me incomoda no Papa Bento XVI é sua intrasigência e sua intolerância com outras religiões. Dizem que ele é inteligente, um grande intelectual, tudo bem, mas como é que um grande intelectual faz o que ele fez quando era prfefeito da Congregação para a Doutrina da Fe? Ele desencavou a enciclica do papa Bonifácio VIII, que é do século XIV - EXTRA ECCLESIAM NULLA SALUS (Fora da Igreja não há salvação). Já era ridiculo naquela época, imagina agora.
Comentar em resposta a Narjara Botelho
Avatar
M.de M.Foucher comentou:
11/02/2013
So o Baba para escrever em pleno carnaval ai no Brasil duas crônicas excelentes. O papa Joseph Ratzinger é reacionario de brilhante inteligência, ideologo da doutrina da fé, ele foi um estrategista que consegui diminuir o avanço da igreja progressista na América do Sul, conseguiu enterrar a teologia da liberaçao. O resultado de sua cruzada contra os progressitas, é que hoje a igreja catolica perdeu fiéis e ganhou alguns iluminados, aumentou o fanatismo, as seitas se proliferaram, o setor integrista se fortaleceu.Vê-se hoje um imenso atraso da igreja face a evoluçao da sociedade. Esta demissao é benvinda!
Comentar em resposta a M.de M.Foucher
Avatar
M.de M.Foucher comentou:
11/02/2013
So o Baba para escrever em pleno carnaval ai no Brasil duas crônicas excelentes. O papa Joseph Ratzinger é reacionario de brilhante inteligência, ideologo da doutrina da fé, ele foi um estrategista que consegui diminuir o avanço da igreja progressista na América do Sul, conseguiu enterrar a teologia da liberaçao. O resultado de sua cruzada contra os progressitas, é que hoje a igreja catolica perdeu fiéis e ganhou alguns iluminados, aumentou o fanatismo, as seitas se proliferaram, o setor integrista se fortaleceu.Vê-se hoje um imenso atraso da igreja face a evoluçao da sociedade. Esta demissao é benvinda!
Comentar em resposta a M.de M.Foucher
Avatar
Olga Gomes de Paiva comentou:
11/02/2013
Sua crônica é uma análise acurada dessa personalidade tão controvertida. Me lembrei dela quando li as notícias do Libé, com as declarações do Cardeal Vingt-Trois sobre a necessidade do novo papa ser muito esperto... E vocês, cruzadinhos, não eram fáceis...
Comentar em resposta a Olga Gomes de Paiva
Avatar
srjfvecznl comentou:
08/12/2010
Z5qNYT clrxpattqtxz, [url=http://mksyyutdorwj.com/]mksyyutdorwj[/url], [link=http://wequcaqqfuua.com/]wequcaqqfuua[/link], http://luqwhiuduiew.com/
Comentar em resposta a srjfvecznl
Avatar
tififrxoszt comentou:
04/12/2010
8wMlsl zfhhljoukiou, [url=http://dkxjhtlsdkxa.com/]dkxjhtlsdkxa[/url], [link=http://vlvokhrjnjvj.com/]vlvokhrjnjvj[/link], http://egpdaohvbnkm.com/
Comentar em resposta a tififrxoszt