CRÔNICAS

SININHO: A MÍDIA E OS TRADUTORES DA POLÍCIA

Em: 27 de Julho de 2014 Visualizações: 20906
SININHO: A MÍDIA E OS TRADUTORES DA POLÍCIA

Terroristas liderados pela badalante Sininho planejavam tocar fogo no Rio de Janeiro e fazer do Maracanã uma gigantesca fogueira junina para impedir a realização da Copa do Mundo 2014. O plano diabólico foi descoberto a tempo pela Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) que identificou os incendiários, decodificou suas mensagens em linguagem cifrada e prendeu a quadrilha, impedindo a transformação do Rio numa Faixa de Gaza. Está tudo gravado pela Polícia.

Foi com base nessas gravações registradas no inquérito policial que o ínclito juiz da 27ª Vara Criminal, Flávio Itabaiana, determinou a prisão dos vândalos. Com estardalhaço, a mídia detalhou o esquema do terror, que consistia em incendiar o prédio da Câmara Municipal, matar policiais, fabricar bombas e explosivos caseiros, quebrar bancos, atacar estádios e até desmoralizar a seleção brasileira, contando com a leniência do Felipão e o financiamento de algumas entidades, como os sindicatos de professores, de petroleiros e da saúde (Sepe, Sindpetro e Sindprev) do Rio.

Como é que soubemos de tudo isso? Autorizada pelo juiz, a polícia grampeou telefones e começou a monitorar emails dos terroristas há mais de um ano. As mensagens gravadas aparentemente inocentes, mas extremamente suspeitas, mencionavam "livro", "caneta", "aula", "apostila", "caderno" e "prova". O Serviço de Inteligência da Polícia desconfiou dos grampeados, alguns deles professores ou estudantes: "Eles sabiam que estavam sendo monitorados e, por isso, passaram a chamar coquetéis molotovs de 'pisca-pisca' ou ´drinques'; bombas de 'livros'; e ouriços  de 'canetas'. " (O Globo 21/7).

Tá ligado?

Os nossos sherlocks queimaram a mufa, mas qual Champollion com a Pedra de Roseta decifraram a linguagem esotérica usada pelos ativistas, embora por razões de segurança nunca revelaram seu método. O resultado está no relatório de duas mil páginas, mantido prudentemente inacessível aos acusados e a seus advogados, mas escancarado aos jornais que divulgaram trechos selecionados de mensagens dos vândalos. Bendito o país cujas instituições - Policia, Judiciário e  mídia - se unem em defesa da ordem pública!  O Taquipratiacessou o relatório por telepatia e registrou o seguinte diálogo:

Camila Jourdan (ativista, professora da Uerj) - Oi, Bom Dia. Não esquece que hoje tem prova, leva pra aula livro, caderno e caneta.

Igor D Icarahy -  Tou ligado. Hoje vai fazer calor.

Camila - Depois da aula, a gente toma uns drinques no bar. 

Mensagem estranha, muito estranha, não é  não? Uma leitura ingênua, ao pé da letra, não percebe que os dois estavam planejando quebrar bancos e tocar fogo em caixas eletrônicos. Mas os perspicazes tradutores da polícia sacaram que bom dia =  bomba diasfixia; prova = enfrentamento com a polícia; aula = passeata, enquanto bar = agência bancária, fazer calor, evidentemente, significa tocar fogo, tou ligado é vou à manifestação e caneta é mesmo ouriço, aquela peça feita de vergalhões e pregos usada nos protestos. Era dessa forma que os baderneiros se comunicavam.

Faltava identificar a origem da bufunfa, "o ouro de Moscou" dos velhos tempos, que hoje é negado pelo Putin, um mão-de-vaca. Com destemor, O Globo denunciou em letras garrafais "A Conexão Sindical" que financia os manifestantes com "dinheiro, transporte, carro de som e alimentação". Registrou telefonema em que "Sininho pede a um integrante do Sepe cem quentinhas para um ato". (22/07). Informou ainda que "Sininho liderou a organização das manifestações, não apenas no Rio, mas também em Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP) e Porto Alegre (RS). Também tinha a função de arrecadar e distribuir recursos"(21/07).

Este alerta à pátria foi sem dúvida alguma uma contribuição corajosa da inteligência policial e do Globo, que divulgou declarações do candidato a presidente da República, Aécio Neves, apoiando firmemente a prisão dos baderneiros, o que serviu para desviar o debate sobre o tema secundário do aecioporto construído na fazenda de seu tio com recursos públicos.

O outro lado

O que O Globo não revelou, mas nós soubemos através de leitura mediúnica do relatório policial, é que a ação de Elisa Quadros, a Super-Sininho, não se limitou à presença ao mesmo tempo nas três capitais mencionadas, mas foi ela que originou o misterioso "apagão" por seis minutos da seleção brasileira no jogo contra a Alemanha. O mistério está desfeito. Acontece que o movimento "Não vai ter copa", quando se viu derrotado mudou o objetivo para "Não vai ter hexa". Tem um telefonema antes do jogo contra a Colômbia de Sininho para o Capitão Gancho, codinome do zagueiro Zuñiga:

Sininho - Compañero, acuerdate de las FARC. Dale leña en la tercera vértebra, que me encargo de hablar con  el gran rey de España.

Capitão Gancho Tranquilo, Campanita! Su merced puede confiar. No te olvides de mi "calentita".

Zuñiga recebeu a "quentinha" das mãos da própria Sininho, a Campanita,  e em seguida fez o que todo mundo viu na televisão: quebrou a vértebra lombar do Neymar. Depois disso, disfarçada com óculos escuros, Sininho, a fada da baderna, entrou sorrateiramente na Granja Comary, em Teresópolis, onde desestabilizou psicologicamente todos os jogadores da seleção brasileira. Sua presença teria sido facilitada pelo "gran rey de España" que segundo as técnicas clássicas de criptografia usadas pela Polícia seria nada mais nada menos que Felipón.

Ou você acredita nesta última história, ou não leva a sério nenhuma delas. Há quem ache que se trata de invenção, esquecendo que a Polícia do Rio tem uma tradição de leitura de intenções delituosas. No Arquivo Nacional, no Fundo Polícia da Corte, encontrei um documento que registra a prisão de um índio, em 1831, por "estar numa atitude de quem estava pensando em roubar". Embora não tenha conseguido ler as intenções,  entre outros, dos assassinos da dona do Restaurante Guimas, a Polícia usou seu faro para prender, pelo menos, quem estaria pensando em fazer baderna.

O desembargador Siro Darlan foi um dos que não caiu nessa conversa e concedeu habeas-corpus liberando os presos, no que contou com o apoio de várias instituições como OAB, ABI, Anistia Internacional, Justiça Global, Grupo Tortura Nunca Mais (GTNM) e Rede Nacional de Advogados e Advogadas Populares (RENAP). 

- A ordem de prisão, baseada em ilações e conjecturas, carece de fundamentação legal - sentenciou o desembargador. Para ele, "a prisão cautelar é medida excepcional que deve ser decretada apenas quando aparada pelos requisitos legais, em observância ao princípio constitucional da presunção de inocência". Desmoralizou assim as interpretações fantasiosas de grampos telefônicos consideradas pura xaropada e o depoimento à polícia da única testemunha, uma fofoqueira preterida pelo namorado, que teve enorme espaço nos jornais.

Os ativistas, já em liberdade, acham com razão que a mídia reproduz relatórios policiais sem qualquer senso crítico. Em troca do acesso, às vezes com exclusividade, de dados protegidos por "segredo de justiça", os jornais publicam como verdades acabadas as versões policiais, sem checar com outras versões e sem ouvir o outro lado. Em consequência, acabam criminalizando os movimentos sociais e negando o direito à livre manifestação.

Não se coloca ninguém no paredão sem chance de defesa. A mídia não publicou uma única linha, sequer uma só palavra, com explicações dos acusados, tratados como criminosos, mas que podem ser vistos também como "jovens que, embora se possa discordar dos seus métodos de atuação política, acreditam em um país melhor", como quer o advogado Patrick Mariano.

Preciso saber o que a mídia me negou, ou seja, o que minha colega da UERJ tem a dizer sobre as acusações da Policia, porque se "livro" for mesmo "bomba" para incendiar bancos, quero manifestar meu desacordo, ainda que reconheça que há livros que são verdadeiras bombas. Mas se "livro" for apenas "livro", quero somar meu grito ao dela. Afinal, até onde sei, quem quebrou bancos não foi a Sininho e a Camila. Foram banqueiros como Daniel Dantas, Ângelo Calmon de Sá, Edemar Cid Ferreira, Carlos Eduardo Schahin, acusados de fraudes e evasão fiscal, todos eles em liberdade e que tiveram amplo direito de defesa com espaço na mídia.

Comente esta crônica



Serviço integrado ao Gravatar.com para exibir sua foto (avatar).

52 Comentário(s)

Avatar
Blanca Larocca comentou:
08/08/2014
Que vergonha para a polícia. Os jornais de hoje divulgaram que a pericia realizada no material pelos dois "terroristas" concluiu que o material que foi encontrado com eles não era explosivo, não eram bombas, eram latas de nescau que nada tem a ver com qualquer tipo de arma. Eles acabam de ser soltos. Que vergonha para a policia, que vergonha para a mídia que embarcou nessa versão.
Comentar em resposta a Blanca Larocca
Avatar
Januário Palma comentou:
03/08/2014
Parabéns, de 'fio a pavio', meu caro
Comentar em resposta a Januário Palma
Avatar
Geraldo Ribeiro de Moraes (Blog Amazonia) comentou:
03/08/2014
Puxa vida!!! Nunca tinha visto um artigo de opinião tão bem estruturado sobre este assunto. Vale lembrar que a mídia oficial também tenta vender a ideia de que as mídias 'clandestinas' como o Mídia Ninja fazem parte da suposta organização criminosa. Quanta enganação.
Comentar em resposta a Geraldo Ribeiro de Moraes (Blog Amazonia)
Avatar
Eduardo Leite (Blog Amazonia) comentou:
03/08/2014
Foi matéria jornalística ou uma anedota? Para quem esperava algo mais sério, imparcial, informativo, foi decepcionante. Mas falou muito da natureza dos seguidores das idéias da 'turma da Sininho'. Porém, faz parte da Democracia ter espaço para todas as opiniões; a minha também! A opinião de todos deve ser respeitada mas não precisa ser acatada como legítima. O texto ignora essa premissa, fundamento da Liberdade de expressão e ai está a beleza! Ele pode ser publicado sem censura prévia e eu espero o mesmo desta opinião.
Comentar em resposta a Eduardo Leite (Blog Amazonia)
Respostas:
Avatar
Kahn Furtado (Blog Amazonia) comentou:
03/08/2014
Liberdade de expressão sim!! Mas não imposição e criminalização, como faz a mídia corporativista burguesa
Comentar em resposta a Kahn Furtado (Blog Amazonia)
Avatar
paulo comentou:
31/07/2014
Brasil, a terra do nunca! Aqui todos não vão crescer.
Comentar em resposta a paulo
Avatar
Voyner Ravena Cañete comentou:
31/07/2014
Eu ri muito com a versão do "não vai ter hexa" e ela me pareceu tão plausível quanto aquela que a mídia veiculou para o "não vai ter copa"!!!! Rir para não chorar... Parabéns pelo texto!
Comentar em resposta a Voyner Ravena Cañete
Avatar
alex comentou:
30/07/2014
Eu não entendi, eles botaram fogo, jogaram coquetel molotov e até mataram um cinegrafista, não foi uma, nem duas, foram várias vezes que cometeram atos de "ativismo", a policia descobriu que iam fazer novamente e foram presos. Simples assim.
Comentar em resposta a alex
Avatar
Lia comentou:
29/07/2014
O que mais me preocupa nisso tudo é que por causa desse baderneiros nós perdemos a vontade e impeto de manifestação, uma vez que este TERRORISTAS conseguem acabar com qualquer tentativa de manifestação pacifica.... Para mim, por mais que se diga que eles estão sendo usados como bode-expiatório, eles tem intenção de causar o caus e não é isso que nós queremos! Queremos um pais melhor mas não a custas da destruição, baderna e TERRORISMO!! Na minha modesta opinião essa bando de babacas colocaram o gigante para dormir e isso é LAMENTÁVEL!!
Comentar em resposta a Lia
Avatar
Ana Carolina Ribeiro comentou:
29/07/2014
Avatar
Ribamar Félix comentou:
29/07/2014
Não quero entrar no mérito de julgar o fato em si, até porque não se tem elementos suficientes para emitir opinião sobre o ocorrido. Por um lado não vejo um estado democrático reprimindo muito menos movimentos sociais destruindo o patrimônio público. Quero me ater apenas a beleza da cronica, a conclusão,principalmente, foi fantástica.
Comentar em resposta a Ribamar Félix
Avatar
Renata comentou:
29/07/2014
Amei, Bessa! Irônico, crítico e poético, como sempre! Abraços, Renata do Museu do Índio
Comentar em resposta a Renata
Avatar
Arminda Mourão comentou:
29/07/2014
Por um momento pensei: voltei aos anos 70! Só que o Governo era outro. Acordei! Parabéns Ribamar, essa crônica foi brilhante! Você esqueceu de mencionar os pedófolos de Coari.
Comentar em resposta a Arminda Mourão
Avatar
Cyrino comentou:
28/07/2014
É, Babá, não há como confiar na polícia que mata e depois investiga, que tortura, que planta provas, etc., não da mesmo... mas porra, cara, vou te contar... quase canonizaste os sininhos, sinetas e campainhas...
Comentar em resposta a Cyrino
Avatar
Roland (Blog do Nassif) comentou:
28/07/2014
Excelente texto. Parabéns ao autor. Esses xerloques de araque merecem. Problema é que, a essa altura estão tentando decodificá-lo pra saber que ato terrorista o autor está preparando... Com uma polícia dessas, do que mais precisamos?
Comentar em resposta a Roland (Blog do Nassif)
Avatar
Francisco (Blog do Nassif) comentou:
28/07/2014
É, são todos anjinhos. Parece que as manifestações foram sempre bem pacíficas. Quem defende esses idiotas ou é ingênuo ou concorda com a tática burra anarquista deles. E o "movimento social" (qual? quem representam? o que querem?) está sendo criminalizado...por favor...São pessoas que cometeram crimes (segundo o MP e Polícia) e estão sendo processadas. E quanto aos sindicatos, acho perfeitamente possível que tenham dado dinheiro sim. Sou filiado a um cuja direção (ligada ao PSOL, Conlutas) certamente seria capaz de dar dinheiro pra esses imbecis. Aliás, torraram nosso dinheiro com out-doors contra a copa.
Comentar em resposta a Francisco (Blog do Nassif)
Avatar
Raí (Blog do Nassif) comentou:
28/07/2014
Os relatos do Jose Ribamar, excetuando as ilações sobre o episódio Zúniga, Felipão, etc, têm 99,9% de veracidade, e "todas" as provas altamente confiáveis, pois comprovadas por peritos independentes, e policiais da área de inteligencia da P.M carioca, estão á disposição, de quem quiser verificar. Partindo desta premissa, nenhuma pessoa minimamente conciente, terá dúvidas, do que estes jovens "sabem de nada, inocentes" comandados por sindicatos incendiários e partidos políticos extremistas, quase conseguiram fazer. E aí surge um desembargador "abestado" e concede liberdade a estes inimigos da sociedade civil e ordeira.
Comentar em resposta a Raí (Blog do Nassif)
Avatar
Clodoaldo Magalhães (Via FB) comentou:
28/07/2014
Voce viu? O Blog do Nassif reproduziu sua cronica. Já tem quase 60 comentários. http://jornalggn.com.br/noticia/os-tradutores-das-gravacoes-dos-ativistas-no-rj-por-jose-ribamar-bessa-freire.
Comentar em resposta a Clodoaldo Magalhães (Via FB)
Avatar
Leo professor de História comentou:
28/07/2014
A cereja do bolo foi a citação ao Relatório da Polícia da Corte de 1831. A juventude é o novo índio.
Comentar em resposta a Leo professor de História
Avatar
Lacy da Matta comentou:
28/07/2014
Parabéns professor, pelo belo texto e pela postura. Há de se combater a mídia manipuladora, intolerante e autoritária. Falam em liberdade de imprensa como forma de salvo conduto para imprimir suas idéias, prevalecendo-se de insultos a nossa inteligência. E a liberdade de pensar do povo? de responder e se contrapor? de manifestar o ponto de vista divergente? de dialogar? de existir? Assim como já foi dito, não concordo com os métodos e com o slogan autoritário do" não vai" ter, mas, sou a favor da verdade e liberdade de expressão, nos moldes valtaireano.
Comentar em resposta a Lacy da Matta
Avatar
Verenjilde Pereira comentou:
28/07/2014
Essa provocou minha manifestação: texto extremamente lúcido, inteligente e honesto, o que se aproximou do que está acontecendo nos bastidores desse "fenômeno terrorista" desse tal de "junho negro"!!!
Comentar em resposta a Verenjilde Pereira
Avatar
Roberto comentou:
27/07/2014
Bessa, os "metralhas" que estão na polícia do Rio, no Judiciário e na Globo poderão usar sua leitura mediúnica para o restante das investigações. Cuidado! Mantenha esse dão distante dessa gente... Parabéns...genial sua abordagem sobre os terroristas que pretendiam explodir a copa Fifa....
Comentar em resposta a Roberto
Avatar
Fernando Soares Campos comentou:
27/07/2014
Não posso admitir que tantos erros, tanta "ingenuidade", tanta babaquice, tantas palavras e expressões anacrônicas, a relação de quase uma centena de entidades consideradas de alta periculosidade contra a ordem pública e tantas outras idiotices não tenham sido feitas propositadamente, ou seja, com o propósito de confirmar o caráter "ditatorial" do governo federal, pecha essa que os inconformados de estarem longe do Trono Maior vêm tentando pregar no governo Dilma. Principalmente depois do DECRETO Nº 8.243, DE 23 DE MAIO DE 2014, que Institui a Política Nacional de Participação Social - PNPS e o Sistema Nacional de Participação Social - SNPS, e dá outras providências. /// PSDB e certa facção do crime organizado no PMDB do Estado do Rio de Janeiro, agora aliados, tendo em seus poderes boa parte da máquina estatal, provocam, produzem e disseminam a confusão entre a população. O resultado é esse: Sininhos viram lideranças expressivas, e inocentes úteis, gente com Síndrome de Peter Pan, tornam-se mártires. /// Os golpes eleitorais se sofisticam...
Comentar em resposta a Fernando Soares Campos
Avatar
Ana Stanislaw comentou:
27/07/2014
Super! Adorei Bessa, você sempre crítico e preciso, nós brincando com uma excelente análise do cenário político atual. Obrigada por ruas linhas cheias de irreverência e humor. O riso e o escarnio são a melhor resposta.
Comentar em resposta a Ana Stanislaw
Avatar
Martha Sim comentou:
27/07/2014
Participei de manifestações no Rio. vi os excessos, de ambas as partes. ativistas e policiais exageram na força, em muitas ocasiões, e isso é inegável. porém, concordo com o Juca Kfouri: Sininho não é Bin Laden. precisamos parar com esse linchamento público unilateral.
Comentar em resposta a Martha Sim
Avatar
Simone Barbosa F comentou:
27/07/2014
A mídia é uma piada. De mau gosto. Nossa polícia e Judiciário, idem. Nosso sistema é poderoso demais e vai esmagar sempre qualquer tentativa de tomada de poder. Mas José Bessa, a galerinha tava querendo msm botar fogo em alguma coisa. Pq fábrica de drinks..não é bem fabricar bebidas... rs Mas, é a tática deles. Só não acho muito eficaz. https://www.youtube.com/watch?v=INoxuqYt_v8
Comentar em resposta a Simone Barbosa F
Avatar
Gilcleia comentou:
27/07/2014
Adorei o texto, muito bom.
Comentar em resposta a Gilcleia
Avatar
cassia charrison comentou:
27/07/2014
assim se faz, assim se escreve "cool" ... e ferro na boneca ... ih! ivão pesquisar esse ermo nos anais da pf, pm e da pqp ... ah meus pais perdidim como ele so. obrigada, adorei! Contato de cassia charrison
Comentar em resposta a cassia charrison
Avatar
cassia charrison comentou:
27/07/2014
assim se faz, assim se escreve "cool" ... e ferro na boneca ... ih! ivão pesquisar esse ermo nos anais da pf, pm e da pqp ... ah meus pais perdidim como ele so. obrigada, adorei! Contato de cassia charrison
Comentar em resposta a cassia charrison
Avatar
Elson comentou:
27/07/2014
Em jogo político, ninguém sabe quem está falando a verdade. Essa menina tá jogando farinha no ventilador. Brilhante o texto seu José.
Comentar em resposta a Elson
Avatar
Tito Menezes comentou:
27/07/2014
Parabéns Professor, s-e-n-s-a-c-i-o-n-a-l
Comentar em resposta a Tito Menezes
Avatar
27/07/2014
Parabéns Bessa Você me fez lembrar o grande Voltaire. Esmagai a infâmia! ! Contato de Agripa Faria Alexandre
Comentar em resposta a Agripa Faria Alexandre
Avatar
Agripa Faria Alexandre comentou:
27/07/2014
Parabéns Bessa Você me fez lembrar o grande Voltaire. Esmagai a infâmia! !
Comentar em resposta a Agripa Faria Alexandre
Avatar
Gê Caleffi comentou:
27/07/2014
Tudo, mas tudo mesmo que os brasileiros sabem sobre Sininho e os manifestantes é aquilo que a grande mídia, de forma uníssona, quer que a gente saiba, tudo o que sabemos, mas TUDO, é aquilo que a Policia fala através dos jornais e da tv. Por que não dão espaço pra esse pessoal? só assim a gente pode decidir com quem concorda. Enquanto isso, o ribamar tem razão: temos que desconfiar. Esses caras da midia pensam que a gente é idiota.
Comentar em resposta a Gê Caleffi
Respostas:
Avatar
Iracema Barcelos comentou:
28/07/2014
Esse foi o comentário mais sensato, de uma pessoa que não é manifestante, que li até hoje. Parabéns Gê Callefi. Gostei da sua postura. Prá podermos saber de que lado ficamos, temos que ouvir os dois lados. Nota-se que vc não é manipulável.
Comentar em resposta a Iracema Barcelos
Avatar
Esther Solano (via FB) comentou:
27/07/2014
Cara vera,infelizmente o comportamento da nossa "esquerda" está sendo muito decepcionante...
Comentar em resposta a Esther Solano (via FB)
Avatar
MMC (via FB) comentou:
27/07/2014
Essa mania de querer ser bem intencionado, tipo "do bem", da "não violência", é de um simplismo reducionista de dar nos nervos.
Comentar em resposta a MMC (via FB)
Avatar
Ednez comentou:
27/07/2014
Avatar
Davi Colares comentou:
27/07/2014
hahahahahah...esse bessa é foda! mas, isso é muito sério
Comentar em resposta a Davi Colares
Avatar
A.P.F Artaxo (via FB) comentou:
27/07/2014
Tenho lá minhas diferenças com Sininho e seus pares, mas esse Taqui Pra Ti está excepcional.
Comentar em resposta a A.P.F Artaxo (via FB)
Avatar
Sandra Figueira comentou:
27/07/2014
Muito bom Bessa! Seus artigos sempre instigam nossa imaginação, e neste caso a dos outros....
Comentar em resposta a Sandra Figueira
Avatar
Vera Rodrigues (via FB) comentou:
27/07/2014
Vera marcou você em uma publicação. Vera escreveu: "Aquela esquerda "menos pior que o PT", mas que caminha para ser um PT do B, a fazer crítica rasteira à tática black bloc: bocejos infindos. No momento em que uma imprensa criminosa quer transformar manifestantes em "inimigos públicos", qualquer crítica - se vier da pessoas públicas que se consideram de esquerda-- tem que ser, no mínimo, fundamentada. Sugiro começar pelos textos do Pablo Ortellado e da Esther Solano sobre o tema para, ao menos, não escrever bobagem. Além de tudo, pega mal (fica a dica). P/ quem não quiser ter o trabalho de procurar, seguem alguns artigos do Pablo e uma entrevista com a Esther. Os Black Blocs e a violência http://www.diplomatique.org.br/artigo.php?id=1603 O locus da violência, mais uma vez http://www.correiocidadania.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=8935%3Asubmanchete091013 Black Bloc: Ação direta como pauta política. http://www.carosamigos.com.br/index.php/politica/3863-black-bloc-acao-direta-como-pauta-politica No mais, um pouco de perspectiva também não vai mal. Retomo o final do artigo do José Bessa, que acabei de compartilhar:
Comentar em resposta a Vera Rodrigues (via FB)
Avatar
vania novoa tadros comentou:
26/07/2014
NESTA CRÔNICA: O AÉCIO NEVES ENTROU COMO O PILATOS NO CREDO. A MÍDIA ESTA OCUPANDO O ANTIGO ESPAÇO DE CULPA DA BURGUESIA. O PAPEL REPRESSOR DO ESTADO PETISTA QUE NAO PODIA MANTER A SININHO E SEUS COLEGAS PRESOS NO MESMO MOMENTO QUE LIBERAVA DAS PRISÕES OS CRIMINOSOS DO MENSALÃO.
Comentar em resposta a vania novoa tadros
Avatar
Danielle comentou:
26/07/2014
Que se explique a rejeição a quebra do sacralizado *patrimônio publico* quem nunca esteve em uma , só e única manifestação de agora , para ver que não se quebrou uma escola, um hospital, uma casa de morador, uma universidade , um museu , uma patrimônio material ou imaterial tombado etc, etc, etc .. No caso do Rio de Janeiro, até se movimentou para proteger a não demolição de uma escola, um antigo Museu do índio e Maracanãzinho. No mais, as barricadas de Paris , a queda da Bastilha , por aqui o confronto indígena, Canudos, Balaiada, Sabinada, A noite das Garrafadas , Revolta da Chibata , enfim, ouso achar que ainda que me simpatize e prefira as flores, não se faz ou fez um único movimento tão subversivo e baderneiro sem uma, poucas e míseras pedras ..
Comentar em resposta a Danielle
Avatar
Maria Celeste Freire Correa (via FB) comentou:
26/07/2014
É...Os movimentos sociais representam a sociedade civil organizada,conquista da nossa democracia ainda tão frágil. Criminalizá-los é ferir de morte esses direitos adquiridos com muita luta, principalmente quando eles são criminalizados pelo Estado, que,na verdade, deveria dar-lhes garantias para o seu fortalecimento. Isso é mt sério!!!
Comentar em resposta a Maria Celeste Freire Correa (via FB)
Avatar
Marcia Correa (via FB) comentou:
26/07/2014
Deliciosamente bem humorado, genial!
Comentar em resposta a Marcia Correa (via FB)
Avatar
Marcia Correa (via FB) comentou:
26/07/2014
Deliciosamente bem humorado, genial!
Comentar em resposta a Marcia Correa (via FB)
Avatar
Nelson Peixoto (via FB para Siro Darlan) comentou:
26/07/2014
Siro Darlan Oliveira, você vai estremecer com essa bem humorada crítica que devassa a intencionalidade absurda da "polícia política" do Rio diante do desejo juvenil que enseja fazer nosso país melhor. (Autor que já deves conhecer: José Ribamar Freire)
Comentar em resposta a Nelson Peixoto (via FB para Siro Darlan)
Avatar
Marco Morel comentou:
26/07/2014
Grande Bessa, Grande crônica! Você retirou a máscara desta farsa grosseira: a violência do aparelho repressivo (incluindo a mídia e sua liberdade de empresa) não resiste ao lúcido bom humor!
Comentar em resposta a Marco Morel
Avatar
Cristina comentou:
26/07/2014
Parabéns Bessa. Divertido antídoto contra o envenenamento da midia! Grande abraço.
Comentar em resposta a Cristina
Avatar
Celina comentou:
26/07/2014
Você foi brilhante e lavou minha alma!
Comentar em resposta a Celina
Avatar
Ana comentou:
26/07/2014
Meu amigo. Simplesmente. G E N I AL !!!!!!!!!!!!!!!!!!
Comentar em resposta a Ana