CRÔNICAS

RENAN NA CADEIA, GRÃO DE MILHO NO PAPO

Em: 29 de Dezembro de 2013 Visualizações: 5728

 JORGE VIANA VIROU GRÃO DE MILHO NO PAPO DO PRESIDENTE DO SENADO

Por pouco o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-vixe, vixe!), não foi preso. Escapou por um triz. Na véspera de natal, ele fez um pronunciamento em cadeia nacional. Se fosse na cadeia nacional, estaria até agora trancafiado no Presídio da Papuda, em vez de ficar usando a rede de rádio e televisão em beneficio próprio. A simples contração da preposição com o artigo definido mudaria os destinos do país. O Brasil seria outro.

O discurso delirante do Renan, que durou apenas cinco minutos, foi suficiente para traçar um retrato da vida política brasileira e mostrar o grão de milho no papo da galinha. Mas quem não confrontou o dito com o feito, o discurso com a realidade, não entendeu bulhufas. Com a defesa verbal da decência, da moralidade e da transparência, Renan estava debochando de todos nós?

Quem ouviu e compreendeu o cinismo atroz de Renan foram os surdos, graças à Thamsanga Jantjie, aquele intérprete que atuou no funeral de Mandela e que foi convidado pelo Taquiprati para traduzir Renán na Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Voo do implante

O presidente do Senado começou o discurso elogiando sua gestão marcada - imaginem! - "pela transparência e pela ética". Com a maior cara de pau, lembrou as manifestações de junho passado, quando mais de um milhão de pessoas, numa demonstração de cidadania, foram às ruas exigir melhores serviços na área de saúde, educação e transporte publico.

A fala traduzida por Thamsanga, com ajuda do Dicionário de Libras, permitiu ler nas entrelinhas o que disse Renan:

"Ouvi a voz das ruas. Tivemos avanços na saúde, mormente no campo da alopecia. Já aparecem os primeiros resultados. Um paciente atacado de seborreia e pediculose, com perda de pelos no couro cabeludo e no púbis, se recuperou depois de cirurgia de implante capilar no Hospital Memorial São José, em Recife. Foram mais de 10 mil fios de cabelo e de pentelhos implantados pelo cirurgião Fernando Basto, especializado em fazer a cabeça de parlamentares, de arrepiar suas carecas e de otras cositas más".

O intérprete da Língua de Sinais traduziu a parte em que o senador alagoano registrou notável melhoria no transporte de enfermos:

"Os jatinhos da Força Aérea Brasileira (FAB) foram usados outrora para atender interesses privados, como no caso recente do casamento da filha do senador Eduardo Braga (PMDB-AM, vixe, vixe), em Trancoso, na Bahia. Mas hoje tudo mudou, a transparência e o controle social ajudaram a corrigir erros, eliminar vícios e distorções. Hoje, embora o serviço ainda não esteja universalizado, os jatinhos servem de ambulância e transportam, com conforto e gratuidade, alguns pacientes em estado pré-operatório e pós-cirúrgico, como ocorreu no caso da já citada cirurgia em Recife".

Dias antes desta apresentação em cadeia nacional, os jornais flagraram Renan usando jatinho da FAB para ir fazer implante capilar em Recife. Fotografado mamando com a boca na botija, ele consultou o comandante da Aeronáutica, brigadeiro Juniti Saito, para saber se houve alguma irregularidade. "Em caso afirmativo, o senador se compromete a devolver aos cofres públicos o dinheiro gasto no voo da FAB" - afirmou sua assessoria.

Milho no papo

O intérprete Thamsanga Jantjie traduziu a conclusão do que Renan falou ao povo brasileiro. Usou uma expressão bem conhecida: bateu com a mão esquerda espalmada sobre a mão direita fechada e fez como o fradinho do Henfil: top, top, top. Ou seja, em bom amazonês Renan deu um tremendo cotoco pra todos nós.

O presidente do Senado não ignora, evidentemente, o decreto presidencial 4.244, de 2002 que regulamenta o uso das aeronaves da FAB por autoridades que só pode ser feito "em três circunstâncias: por motivo de segurança e emergência médica, em viagens de serviço ou no deslocamento para seu local de residência fixa".

- Ele estava voltando para sua casa em Maceió, mas mudou de ideia e resolveu 'descer antes' em Recife - justificou correndinho o vice-presidente do Senado, Jorge Viana (PT-AC), tentando com essa desculpa esfarrapada legalizar a mutreta do seu colega. Acontece que o relatório da FAB registra a solicitação do voo para Recife, que além disso está localizada depois de Maceió. Quando andava em companhia de Chico Mendes e de Marina da Silva, Jorge Viana era mais inteligente na defesa de causas mais nobres.

Renan, ex-chefe da tropa de choque de Collor de Mello, tem a folha corrida que tem: seis representações contra ele no Conselho de Ética, pedindo sua cassação, propina da empreiteira Mendes Junior que pagava 12 mil reais por mês à mãe do filho que teve fora do casamento, tráfico de influência junto a Schinchariol na compra de fábrica de refrigerantes, uso de notas fiscais frias em nome de empresas fantasmas, compra de rádios em Alagoas em nome de "laranjas" e por aí vai.

Jorge Viana é, até prova em contrário, um sujeito decente. Pelo menos era. Agora, ele nos engana, colocando seu passado decente a serviço da fina flor da malandragem, do embuste, da trapaça, do nepotismo, do compadrismo, da troca de favores, de tudo aquilo que representa o Brasil obscuro e atrasado.

O pior inimigo do grão de milho não é a galinha, que quando está fraca não pode atacar. É o outro grão de milho que está no papo dela, que está alimentando e dando forças a quem se prepara para atacar todo o milharal. Jorge Viana é o grão de milho no papo do Renan, fortalecendo quem ataca o povo brasileiro. Ele traiu o milharal. Quero que Santa Luzia me cegue se estou equivocado: pior do que Renan Calheiros é Jorge Viana. Um nos ataca, mas a gente já sabe quem é. O outro, em quem confiávamos, nos engana.

Comente esta crônica



Serviço integrado ao Gravatar.com para exibir sua foto (avatar).

19 Comentário(s)

Avatar
04/01/2014
O Nordeste tem mandado muita merda pra Brasília. Sinceramente... Não entendo a cabeça das pessoas colocando no Senado Federal - que não vejo pra que serve este Senado - gente do tipo Sarney, Collor, Renan & cia. Mas os dois últimos foram eleitos pelo sofrido povo de Alagoas. Se Heloísa Helena não tivesse uma cabeça tão 'destrambelhada' poderíamos estar livres hoje, pelo menos de uma dessas pragas. Eu tenho vergonha do presidente do Senado... Parabéns pela crônica Professor Bessa! Contato de Jorge Luiz de Souza
Comentar em resposta a Jorge Luiz de Souza
Avatar
Thiago de Mello comentou:
02/01/2014
É só assim, querido Jura, que se pode tratar o ser abominável. O Jorge Viana é limpo de índole. Só sujou a roupa. Comentei outras crônicas. me ensina como é que se faz , não dou com o lufar de enviar. Basta que continues como és, vai ajudar o ano a ser bom. Abraço com ternura a tua casa inteira
Comentar em resposta a Thiago de Mello
Avatar
Harald Pinheiro comentou:
29/12/2013
Bessa, o Renan é um escroque e disso sabemos desde seu apoio a Collor. O pior mesmo é a bancada amazonense no senado apoiar sua candidatura a presidência do senado. Aqueles que se diziam defensores da ética e transparência não pensaram duas vezes em cumprir a ética do "toma lá dá cá". É vergonhoso. Essa elite política administra o bem público como se estivesse no banheiro da casa deles. Creio que a olha do sociólogo Richard Sennet lhes cairiam bem: "O Declínio do Homem Público". hà sem sombra de dúvida uma barbárie em curso e essa não é da ordem da infraestrutura..."do porão ao sótão" como diriam alguns acerca da crítica marxista. Vivemos uma barbárie interior onde a consciência e os valores vem sendo demolidos em larga escala. Longe de mim uma crítica reacionária e positivista, mas vejo o prenuncio de uma privatização da psique e uma total confusão entre o que é público e privado. Parabéns pelo artigo e assino embaixo. Contato de Harald Pinheiro
Comentar em resposta a Harald Pinheiro
Avatar
Gabriela Macedo (via FB) comentou:
29/12/2013
Parabéns pelo artigo José Bessa! Que Renan é um tremendo cara de pau isso eu já sabia...é a política nacional sempre nos surpreendendo. Jorge Viana poderia ter se preservado e poupado dessa defesa ridícula. Lamentável!!!
Comentar em resposta a Gabriela Macedo (via FB)
Avatar
Daniele Lopes comentou:
29/12/2013
Continua aquela velha história que cadeia não é para os "colarinhos brancos" mas é para os pobres.
Comentar em resposta a Daniele Lopes
Avatar
Demolidor de Palermas (Blog Amazonia) comentou:
29/12/2013
Esse RENAN não é aquele que foi Ministro da Justiça do FHC??? Deve ser um rapaz bom e justo, além de entender muito de Direito... O FHC não iria nomear um mau caráter e despreparado como seu Ministro em uma pasta tão importante..
Comentar em resposta a Demolidor de Palermas (Blog Amazonia)
Avatar
Julio Fernandes (Blog da Amazonia) comentou:
29/12/2013
Jorge Viana, um cara decente, estão de brincadeira, provavelmente Renan o seja (cruz credo)KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
Comentar em resposta a Julio Fernandes (Blog da Amazonia)
Avatar
Francineudo Costa (Via FB) comentou:
29/12/2013
Jorge com tal atitude se torna subserviente às ações de Renan , a representação personificada da corrupção no congresso brasileiro
Comentar em resposta a Francineudo Costa (Via FB)
Avatar
29/12/2013
Tomara que um dia possamos de verdade dizer que esses malandros da política não terão mais vez!! Contato de gerusa pontes de moura
Comentar em resposta a gerusa pontes de moura
Avatar
Rosaly Derzi Amazonas comentou:
28/12/2013
Causa-me espécie esse comportamento indecente, imoral e acintoso desse senador chamado Renan que tanto mal faz à sociedade. Quando é que o povo brasileiro vai banir da vIda pública esse tipo de político? Renan usa o bem público como bem particular, como se fosse a extensão da sua casa, achando que por ter poder, tudo pode, mas a sociedade está VIGILANTE e não vai mais tolerar esse COMPORTAMENTO AVILTANTE. Vamos aprender a VOTAR gente para ESCORRAÇAR essa gente que trata com ESCÁRNIO a coisa pública e confunde BEM PÚBLICO com BEM PRIVADO, para sua CONVENIÊNCIA. Ele quer ter o seu ego satisfeito doa a quem doer!!! FORA RENAN! FORA CANCRO DA CORRUPÇÃO!!!
Comentar em resposta a Rosaly Derzi Amazonas
Avatar
Vânia Novoa Tadros comentou:
28/12/2013
Parabéns Mestre Bessa. É assim que se escreve. Muito lúcido seu artigo. Gostei da Teoria do Grão de Milho. E olha que eu gostava do Jorge Viana...........
Comentar em resposta a Vânia Novoa Tadros
Avatar
Susana Grillo comentou:
28/12/2013
Bessa, fiquei muito impressionada com uma entrevista do nosso querido Viveiros de Castro sobre a covardia da sociedade brasileira - relativizando aí as generalizações que cometem injustiças... por isso prezo muito sua coragem em desnudar um e outro... me sinto desrespeitada pelos dois... De Renan já esperamos tudo, mas com Jorge Viana despencamos no abismo sem fundo de uma contagiosa falta de ética que é pior do que conhecemos de políticos com o perfil de Renan... abraços, saúde e alegrias em 2014
Comentar em resposta a Susana Grillo
Avatar
egydio schwade comentou:
28/12/2013
Amigo Bessa, parabens pelo teu comentário. Tanto para um, como para o outro, muito bem merecido. Quanto ao Jorge Viana, eu vi e ouvi esse companheiro de partido em plena campanha do Lula nos idos dos anos 90 do alto de um palanque no centro de Cruzeiro do Sul/AC comandar a campanha do FHC. Aliás, pela maneira como tb ele, Lula, tratou a militância voluntária e leal, merece tais "companheiros, muy companheiros"!
Comentar em resposta a egydio schwade
Avatar
Ana Stanislaw comentou:
28/12/2013
Fantástica e excepcional como sempre, Bessa! Será que o Renan vai devolver o dinheiro mesmo? Talvez o Jorge Viana, agora que virou amigo íntimo dele, devolva.
Comentar em resposta a Ana Stanislaw
Avatar
Walter Cordeiro comentou:
28/12/2013
Parabéns Babá pela excelente e lucida explanação e interpretação do discurso que considero provocativo do Presidente do Senado.
Comentar em resposta a Walter Cordeiro
Avatar
Marco comentou:
28/12/2013
Mais uma crônica justa, lúcida, bem humorada e corajosa. E o pt que se apresentava (e era visto) como único partido ético da sociedade brasileira...
Comentar em resposta a Marco
Avatar
Washington Wanderly (via FB) comentou:
28/12/2013
Lembrei-me do Henfil! Tempos difíceis mas férteis!
Comentar em resposta a Washington Wanderly (via FB)
Avatar
Claudio José (via FB) comentou:
28/12/2013
Parodiando meu amigo e mestre José Ribamar José Bessa, TÁ AQUI PRA TI, povo otário! Políticos brasileiros viajam de carona em jatos pagos pelo nosso bolso mas criam regras restritivas para o resto da população. É bem feito. Eles estão lá porque são eleitos pela população de otários.
Comentar em resposta a Claudio José (via FB)