CRÔNICAS

QUEM DEU O COICE NA VANESSA? VERIFIQUEM AS AGENDAS

Em: 15 de Abril de 1996 Visualizações: 3821
QUEM DEU O COICE NA VANESSA? VERIFIQUEM AS AGENDAS
Revelação sen-sa-cio-nal explode como uma bomba no colo do delegado do 1º Distrito Policial, onde foi registrada a queixa de agressão contra a vereadora Vanessa Graziottin (PC do B). Temos a prova cabal de que a vereadora Conceição Lins (PFL – viche, viche!) é inocente, ao contrário do que todo mundo pensa.
As provas são justamente as agendas de Vanessa e Ceiça Lins, onde estão anotados os compromissos que cada uma delas cumpriria naquela quarta-feira fatídica, 10 de abril de 1996. Recolhidas durante a confusão da briga por Ofélia Abdala Assayag, estenógrafa da Câmara Municipal, essas agendas, remetidas a mim pelo Correio, desnudam – com o perdão da palavra – as duas vereadoras, em um strip-tease da alma e do cotidiano de cada uma delas.
Duas agendas, dois destinos. Diz-me o que agendas e eu te direi quem és. A agenda de Ceiça Lins é grande, gorda, volumosa, impressa em papel acetinado, com formato de catálogo telefônico. Foi comprada na Flórida. Espalhafatosa, traz na capa foto colorida da Disneylândia com a palavra “Appointments 1996”. Faz estilo “nouveau riche”. Já a de Vanessa tem o tamanho de um missal, foi impressa pelo PC do B em papel reciclado. Na capa, uma foto discreta do movimento dos sem-terra, e o logotipo da foice e do martelo.
Agenda da Vanessa
10 de abril de 1996

05:00 h – Exercícios de ginástica albanesa
05:30 h – Leitura do texto “Sobre a contradição” do camarada Mao-Tse-Tung.
06:00 h - Leitura dos jornais diários
06;30 h – Debate e reflexão com Eron sobre conjuntura local, nacional e internacional.
07:00 h – Café da manhã: mel de abelha, suco de mamão, leite de cabra e uma torrada. Sem manteiga.
07:30 h – Lixeira Municipal. Rascunhar discurso elogiando decisão do juiz João Mauro Bessa por
salvaguardar interesse público.
08:00 h – Sintpasam. Telefonar pro Edson. Avaliar luta dos funcionários da lavanderia da Maternidade
Balbina.
08:30 h – Hino do PCdo B. Contatar camaradas Levino, Silvino e Paulino sobre hino.
08:45 h – DCE. Ônibus Campus. Pedir informe ao Baraúna sobre assembleia ontem ICHL.
09:00 h – Articular com Aloysio Nogueira e Serafim Correia ação....(ilegível)., Fax para João Amazonas.
09:15 h – Olga Assef Afanasiev diz Ceiça Lins doença “vaca louca”. Agressiva. Tá com “aquilo roxo”.
09:30 h – Gabinete e Plenário.
10:00 h – Apartear discurso Raimundo Socorro. Negar licença viagem de Braga a Aruba.
11:30 h – Sinteam. Decisão STF piso professores. Falar com Paulo Assunção.
12:00 h – Movimento docentes da UA. Greve. Dar bronca em Arminda Mourão: porralouquice.
Agenda da Ceiça
April 1966. Wednesday, 10
10:00 h – Toca despertador. Breakfast: bacon, ovos, geleias, brioches e bolachas dinamarquesas (também rapadura,
pupunha, banana pacova frita, tapioca e x-caboquinho, que ninguém é de ferro).
10:30 h – Leitura novo número “Manaus Magazine” em busca de cultura.
11:00 h – Centro de Umbanda: banho contra inveja e olho gordo.
11:30 h – Agência Banco Amazonas Shopping.
12:00 h – Cabeleireiro. Manicure e pedicure: salão VIP Sandra Regina Barros
13:30 h – Passar na Câmara. Assinar ponto e dar no pé. Falar Expedito Teodoro mudar, no seu projeto, nome av. Eduardo
Ribeiro para Boulevard Lins.
14: 00 h – Almoço com T..., amiga de Jorge e Nazaré. Pedir dela verificar lista 66 ressarcidos, que serão denunciados ao
Ministério Público.
16: 00 h –Audiência Manuel Rodrigues. Pedir colocar Marli Lins, Perpétua Lins e Bibinho Lins folha pagamento Suframa.
17:00 h – Telefonar Sildomar Abtibol e César Bonfim.
17:30 h – Home sweet home: piscina.
19:30 h – Atividade intelectual: assistir novela “Explode Coração”.Curtir Igor e Dara.
21:00 h – Recepção casa Átila e Rita. Tartarugada fornecida por Ézio.
Mudança de agenda
Acontece que um enorme “X” com caneta vermelha foi riscado ao longo da página do dia 10 de abril, invalidando-a. Embaixo, com letra da própria Conceição, em tinta também vermelha, está escrito:
“9:00 h – Acordei antes do tempo com telefonema Ocirema Amed Abrahim. Ela disse Vanessa fará discurso hoje propondo mudança nome ´Penitenciária Anísio Jobim´ para ´Penitenciária José Lins´, porque se Zé não entrou lá vivo, pelo menos entra morto. Pedi Atila e Belão irem à Câmara impedir calúnia PC do B. Vou direto Centro Umbanda”.
As agendas mostram claramente que não havia qualquer briga programada pelas duas colegas vereadoras. Vanessa não pretendia atacar o finado Zé Lins, porque respeita os mortos, nem Ceiça programava ir à Câmara. Foram duas fofoqueiras de nome Olga e Ocirema que inventaram o disse-me-disse para jogar uma edil contra a outra. Quem teria interesse em gerar tal clima de violência? A polícia tem que investigar. Quem são Olga e Ocirema no jogo do bicho?
Precisamos desconfiar das coincidências, leitor (a). É surpreendente que as iniciais dos nomes das fofoqueiras Olga Assef Afanasiev e Ocirema Ahmed Abrahim – OAA – sejam exatamente as mesmas, idênticas também às da estenografa que enviou as agendas: Ofélia Abdala Assayag. Mais coincidência ainda é que sejam todos sobrenomes sírio-libaneses. Na realidade, pode ser uma pessoa só, usando três pseudônimos diferentes. A polícia deve investigar.
No entanto, depois de muito pensar, descobrimos coincidência ainda maior: as letras OAA constituem as iniciais dos nomes do ex-presidente da CMM, o prevaricador Omar Abdel Aziz, que vai dirigir um programa de TV sem estar para tanto habilitado. Qual o interesse do ressarcido Omar Aziz nessa história? Ele quer desviar a atenção do DRT-AM e impedir que George Tasso investigue o cursinho fajuta do Abelardo?
Fica, portanto, devidamente comprovado que houve armação, mas que de qualquer forma a agressora de Vanessa não pode ter sido, em hipótese alguma, Ceiça Lins, por três razões:
1. Na hora da briga, Ceiça não estava sequer no plenário, mas tomando um banho contra olho gordo num centro de umbanda;
2. Ceiça é uma dama, incapaz de uma cafajestada dessas;
3. Os socos foram fortes demais, como coice de burro. Ceiça não tem pata.
Se não foi Ceiça Lins, quem foi então que deu porrada, derrubou, chutou, puxou o cabelo e arranhou a vereadora Vanessa Graziottin na última quarta-feira? A resposta está na própria agenda de Ceiça e na foto dela publicada nos jornais. Na agenda, ela escreve que seus irmãos Átila e Belarmino iriam à Câmara tomar satisfação. E na foto, fica claro que cada um dos três Lins é a cara escarrada e cuspida do outro. A fisionomia da vereadora Conceição Lins é impressionantemente idêntica a do seu irmão Átila, só que sem bigodes e óculos e com a do Belarmino, só que com cabelo.
- Mas o Átila não usa bigode nem óculos, exclama o fiel leitor. Obrigado pela dica, leitor fiel. Então, não tem mais dúvida alguma. O agressor foi mesmo o Átila Lins. O Átila de saia é a Ceiça. A Ceiça de paletó é o Átila. Ou então, foi o Belarmino Lins – o Belão – que tem a mesma cara, basta esconder a careca numa peruca, que ninguém desconfia dele. Um dos dois foi à Câmara às 10:30 horas e, disfarçado de Ceiça, espancou, covardemente a vereadora Vanessa.
P.S. – Recado para Vanessa: brincadeiras à parte, toda a minha solidariedade e a minha admiração pela sua coragem e integridade. Você é hoje uma voz absolutamente necessária para a oposição no Amazonas. A agressão contra você doeu em todos nós. A senhora minha mãe, dona Elisa, muito te admira. Ela é católica praticante, militante de várias pastorais, e em cada eleição pede perdão a Deus por votar numa comunista. 

Comente esta crônica



Serviço integrado ao Gravatar.com para exibir sua foto (avatar).

Nenhum Comentário