CRÔNICAS

OS CANDIDATOS VIRA-CASACA

Em: 07 de Outubro de 2012
Tags:
Visualizações: 17531

 

Preciso acreditar, para não perder a fé na luta política, que a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB), candidata à prefeitura de Manaus, pelo menos colocou a mão para trás e fez uma figa escondida, quando ouviu na última quarta feira o pastor Jônatas Câmara berrar, num culto de descapirotização da Assembleia de Deus realizado na capital amazonense:
- Sai, demônio, deste corpo imundo!!!
O pastor não prega prego sem estopa. E agora ele pregou, com muita estopa, a favor da criminalização do aborto, xingou os gays - que ele crê estarem possuídos pelo capiroto - e se pronunciou contra o projeto que torna crime a homofobia e a discriminação de orientação sexual. Quem registrou o fato foi o jornal O Globo (05/10), em matéria intitulada "Manaus: comunista pede apoio a evangélicos da Assembleia de Deus. Candidata participa de reunião-culto com ataques a gays e ao aborto".
É que a senadora Vanessa atuou num culto político de descarrego, ao lado do pastor, e não fez figa, mas ao contrário, enquanto ele condenava a aliança do capeta com os homossexuais, "a candidata do PCdoB assentia com a cabeça e aplaudia", conforme conta Fernanda Krakovics, que assina a matéria.
Não posso acreditar no que leio. Conheço Vanessa por quem tenho sincera simpatia, há mais de 35 anos acompanho sua trajetória de luta em favor da diversidade e contra a discriminação, outro dia mesmo ela defendia a tramitação urgente do PLC 122/06, agora parada, que torna crime a homofobia. Por isso, procuro algum indício de que se trata de um equívoco da jornalista, espero um desmentido, mas a informação final não deixa lugar à esperança:
"Ao receber o apoio da Assembleia de Deus, no início da campanha, Vanessa assinou uma carta afirmando que é contra o aborto e que não votará a favor de artigos que contrariam a igreja no projeto de criminalização da homofobia".
Ou seja, se a carta existe - e a carta existe - a senadora Vanessa Grazziotin, negando os princípios que constituem sua história de vida, virou casaca em troca do voto dos evangélicos que, de acordo com o Censo 2010, constituem 35,5% da população de Manaus. A sessão de descarrego era para descarregar os votos nela. O pastor festeja o fato de não existir qualquer prova do compromisso da candidata com o Projeto de Lei Complementar que criminaliza a homofobia. Dirige-se a ela:
- Estou enojado com essa porcaria desse PLC 122. Diziam que você era o demônio, mas não apareceu nenhum vídeo contra você.
O pastor tenta, desta forma, com a anuência da senadora, apagar o passado de luta dela, que constitui um incômodo, um obstáculo para o voto dos evangélicos. A questão que se impõe é saber até que ponto tal operação se justifica eticamente, ou seja, se é válido fazer qualquer tipo de aliança para ganhar votos. Quando Vanessa declara que é contra a descriminalização do aborto, ela está falando no que acredita e, neste caso, virou casaca, ou está apenas enrolando o pastor? A quem está enganando: aos evangélicos? A nós? Ou a ela mesma, à sua biografia?   
Quando você finge concordar com teses homofóbicas por razões eleitoreiras, quem ganha com isso? A candidata ou os obscurantistas? Esses últimos já podem celebrar a vitória, antes mesmo da abertura das urnas. Suas teses foram vitoriosas. O outro lado depôs as armas e virou casaca.
E aí? Como ficam as pessoas que admiram a história de Vanessa e que se sentem derrotadas com essa virada de casaca? No meu caso, tenho publicado nos últimos trinta anos na imprensa amazonense mais de vinte artigos apoiando a senadora, desde quando era vereadora. Alguns amigos meus, que já decidiram que vão votar no Serafim ou no Arthur, estão me cobrando isso e eu não sei o que dizer. Cordialidade entre adversários históricos, tudo bem, mas promiscuidade? 
Não existe a lei da Ficha Limpa? Pois é! O Supremo Tribunal Federal declarou constitucional, em fevereiro de 2012, essa lei que surgiu da iniciativa popular e impede a candidatura de políticos com condenação judicial. Ela já está em vigor, nesta eleição, em que 140 milhões de eleitores vão escolher prefeitos e vereadores de mais de 5.500 municípios. Devia haver, não uma lei, mas um princípio ético, que barrasse a candidatura dos vira-casaca.
P.S. - Sobre os candidatos, incluindo Sabino Podrão, ver crônicas anteriores:
01. Quem deu o coice na Vanessa? - http://www.taquiprati.com.br/cronica.php?ident=423;
02. Os dois filhos de arigós: Arthur e Felix - http://www.taquiprati.com.br/cronica.php?ident=564;
03. Manaus, poder e memória - http://www.taquiprati.com.br/cronica.php?ident=60;
04. Novela eleitoral: o favorito- http://www.taquiprati.com.br/cronica.php?ident=63;
05. Adeus a um prefeito singular: Serafim Correa - http://www.taquiprati.com.br/cronica.php?ident=38;
 06. O Dia do julgamento de Sabino Podrão - http://www.taquiprati.com.br/cronica.php?ident=238

 P.S.  A ilustração, postada posteriormente, é do parceirinho Fernando Assaz  Atroz e foi publicada no seu blog http://assazatroz.blogspot.com.br/2012/10/os-candidatos-vira-casaca.html

Comente esta crônica



Serviço integrado ao Gravatar.com para exibir sua foto (avatar).

65 Comentário(s)

Avatar
VINICIUS comentou:
26/10/2012
MORAL DA HISTORIA......A ESQUERDA NO BRASIL É DESTRA.......E MALUFOU......
Comentar em resposta a VINICIUS
Avatar
jaime comentou:
20/10/2012
Gostaria de ver a candidata vanessa subir nas pesquisas apresentando propostas,mostrando soluçoes para os problemas de Manaus,e indo direto ao povao e nao ficar respondendo perguntas pre selecionadas por pessoas conhecidas dela. E muito bom quando conseguimos subir pelos nossos proprios meritos e competencia e nao usando os podres do outro como escada para se dar bem,que diga-se de passagem nao ta dando muito certo. Candidata mostre que a senhora e competente e volte a apresentar propostas e soluçoes ao eleitor e quem sabe as coisas começam a mudar.
Comentar em resposta a jaime
Avatar
Paulo Bezerra(3) comentou:
13/10/2012
Inicio do segundo turno e o Arthur, que era inimigo figadal do Amazonino, de braços dados com ele. O Serafim, que dizia ser o único opositor de Amazonino, nos braços do Arthur. E agora? Mais uma vez a pergunta que não quer calar. QUEM SÃO OS VERDADEIROS "VIRA CASACA"?
Comentar em resposta a Paulo Bezerra(3)
Avatar
Thiago comentou:
11/10/2012
O abortamento ainda é crime, então o referido religioso não pode pregar a favor da criminalização e sim contra a descriminalização da prática.
Comentar em resposta a Thiago
Avatar
Ana Do Val comentou:
10/10/2012
Avatar
Luiz Pucú comentou:
10/10/2012
Pois é, mestre Bessa, parece mesmo que a profissão de parlamentar é contagiante; nem mulher escapa. Já vi comuna que calou no pau-de-arara virar um 'zé-mané' oportunista, sem caráter quando eleito. Falta um estudo mais apurado sobre esse tipo de criminoso que elegemos para 'defender os nossos direitosto'. Veja a minha letra, fruto de um instante de raiva (em Niterói, depois de anos militando contra o voto obrigatório, vou às urnas pela derrubada de um canalha que quase destruiu essa cidade 'onde amazonense se sente bem'.) Saravá! Abraço amazônico!!! POLITICAGEM (letra de samba) Eu já contei mas você não quer se mancar custa entender Insiste em votar. O que está decidido, meu amigo provado e referendado todo político é bandido. Se você acha que há exceção Bota a mão BIS Que o fogo vai queimar tua ilusão. E agora me diga Que você não sabia: Essa é a banda podre Da democracia... Ele vota o salário que quer Emprega o cunhado a amante e a mulher Não faz nada de graça E quando precisa pega na mão-grade Trapaça. Quem é que precisa Dessa instituição?! Já está provado O parlamento é um covil de ladrão. E para completar O voto é obrigatório! Ou seja:você referenda O Sistema no Cartório! Por isso meu amigo Na próxima eleição Vote nulo Vote com o coração Essa cambada Não merece a tua compaixão! E você me indaga: - Poeta, qual é então a solução? Respondo na bucha: é a força da auto-gestão É seguir a saga da nossa libertação: viver num pais encantado Sem político-ladrão! Se você acha que há exceção Bota a mão bota a mão que o fogo vai queimar tua ilusão. Contato de Luiz Pucú
Comentar em resposta a Luiz Pucú
Avatar
Nilson Moraes comentou:
09/10/2012
Parabéns. Nesta manhã eu estava precisando de alguma coisa inteligente para sobreviver. Abraços
Comentar em resposta a Nilson Moraes
Avatar
09/10/2012
Há aproximadamente dez anos, andando pelos calçadões de Icaraí, perguntei ao colega das caminhadas matinais como escolhemos e determinamos a melhor opção a um cargo público. Ouvi que devemos escolher o candidato olhando para sua trajetória política e para as figuras que a cercam. Bem, olhando para histórias e coligações, por diversas vezes fui contra candidatos como Amazonino, Eduardo Braga, Alfredo Nascimento, José Sarney, Paulo Maluf e tantos outros. Por vezes acreditei e apoiei candidatos como Vanessa Grazziotin, Eron Bezerra, Lula e Dilma. Por vezes acreditei no PT e PCdoB. Por vezes fui contra o PMDB, PSDB e os Democratas ou PFL, entre outros. Cartesianamente falando, tive a ideia de atribuir um ponto para o candidato que tivesse o passado bom e mais um ponto para coligações boas e retirar um ponto dos candidatos com passado ruim e outro ponto para coligações ruins. Fazendo isso, ao final dos cálculos, votaria naquele que obtivesse maior número de pontos. Assim fiz e surpreendentemente as notas variaram de -2 a zero. Segundo esse critério ficou relativamente fácil. Tive que escolher entre Herbert, Maranhão e Navarro. Como Vanessa e Arthur empataram vou ter que usar outro critério. Alguma sugestão, companheiro??? Contato de Geraldo Souza Junior
Comentar em resposta a Geraldo Souza Junior
Avatar
José Justino de Souza Neto (Blog Nassif) comentou:
08/10/2012
Altamiro Borges: A história sinistra de Arthur Virgílio. Arthur é citado em esquema de Caixa 2 Arthur Virgílio: “Em 1986, fui obrigado a fazer caixa dois na campanha para o governo do Amazonas. As empresas que fizeram doação não declararam as doações com medo de perseguição política.”
Comentar em resposta a José Justino de Souza Neto (Blog Nassif)
Avatar
Maria Izabel Silva (Blog Nassif) comentou:
08/10/2012
Primeiro Aracaju. Agora Manaus. Parece que os "zombis" estão de volta. Resident Ivel 5...
Comentar em resposta a Maria Izabel Silva (Blog Nassif)
Avatar
Mário Mendonça (Blog Nassif) comentou:
08/10/2012
Este cidadão ainda existe....!!!!!......nem me lembrava mais dele....????.....
Comentar em resposta a Mário Mendonça (Blog Nassif)
Avatar
Cariry (Blog do Nassif) comentou:
08/10/2012
É importante buscar os votos evangélicos. Considerando o apoio passado (bem passado) do PC do B a Albânia Socialista, onde os templos religiosos foram fechados durante uma "revolução jovem parecida com a da China"... é um grande progresso. Mas isso que foi relatado é "vender a alma ao diabo". Podia ao menos ter uma equipe de diplomacia: conseguir votos na "Assembléia de deus" sem trair o povo com um pastor desses. Não sei a quanto anda o Psol de Alagoas. Mas vale lembrar que tinha a senatriz HH que era evangélica e que atacou Kátia Born (PSB na época) por ser lésbica assumida. Não vale a pena se fixar demais nos partidos do lema "Não vote em burguês"... Aos poucos vai se formando um novo cenário mais amplo e menos bipartidário (ou bipolarizado?)...
Comentar em resposta a Cariry (Blog do Nassif)
Avatar
Gunter Zibell - SP (Blog Nassif) comentou:
08/10/2012
Decepção incrível. Eu não esperaria isso do PCdB. Nem dela. Fiquei passado.Por isso que, seja qual for o prefeito, governador ou presidente, para cargos legislativos tem que ser 50 ou 16.
Comentar em resposta a Gunter Zibell - SP (Blog Nassif)
Avatar
Cariry (Blog do Nassif) comentou:
08/10/2012
A heloísa helena foi eleita em primeiro lugar com excelente votação em Maceió. O PT me pareceu uma decepção, esperava mais do pessoal do Judson Cabral e Edberto Ticianeli e Tomas Beltrão... Foi apenas um vereador do PT.
Comentar em resposta a Cariry (Blog do Nassif)
Avatar
Fausto Castelo Branco comentou:
08/10/2012
Prof. Bessa, você leu o artigo do prof. Ademir Ramos. Ele escreveu que "nessas eleições de 2012, particularmente em Manaus, onde se concentra mais de 10 Universidades, com destaque para Universidade Federal e a própria Universidade Estadual do Amazonas, o silencio impera", Os intelectuais estão de boca fechada. O taquiprati, pelo menos, teve o mérito de romper o silencio.
Comentar em resposta a Fausto Castelo Branco
Avatar
Leticia comentou:
08/10/2012
Depois que Lula apertou a mão do Maluf está tudo liberado, e qto a Vanessa faz tempo que seu ideal ficou no mundo dos sonhos.
Comentar em resposta a Leticia
Avatar
Paulo Bezerra comentou:
08/10/2012
Quando eu lí a crônica nesta segunda feira, tomei um susto e pensei! O que aconteceu com o Babá prá soltar uma bomba como essa na véspera das eleições? Será que o Babá está sendo assessorado pelo marqueteiro do Serra, aquele que prá tirar votos da Dilma baixou o nível da campanha divulgando que ela era a favor do aborto, que ela era a favor do casamento gay ? Estou acostumado a ver e ouvir muito analfabeto político distorcer a verdade, quer seja por ignorância quer seja por maledicência. Mas aqui acho que não é o caso. Senão vejamos: Dizer que Vanessa “virou a casaca” por que aceitou o apoio da Igreja Assembléia de Deus e no mínimo distorcer a realidade, até por que está transcrito na crônica que: “"Ao receber o apoio da Assembleia de Deus, no início da campanha, Vanessa assinou uma carta...”. Portanto, não foi ela que procurou a Igreja, mas a igreja que prestou o seu apoio. Desse modo, uma candidata participar de um culto ou de uma missa não significa que se tenha convertido ou que tenha aderido a quaisquer preceitos religiosos. Por outro lado, é sabido que a Assembléia de Deus tem vários políticos dentre seu quadro de pastores cujos partidos fazem parte da base do governo Dilma. Portanto, nada mais natural eles procurarem a candidata Vanessa, que é a candidata da Dilma, para oferecer o seu apoio político. Ademais, o voto não tem cor, credo, raça, nem ideologia. O eleitor é quem escolhe o candidato e não o candidato que escolhe o eleitor. Tal como o leitor escolhe aquilo que quer ler e não o escritor que escolhe o leitor. O Babá, por exemplo, não vai “virar a casaca” apenas por que o “Berinho” comprou e leu o seu livro “Essa Manaus que se vai”. No entanto, o contrário pode acontecer. Até por que não há nenhuma necessidade de se “virar a casaca” quando se é sujeito passivo na relação. Aliás, saber conviver com os contrários é bastante salutar a uma sociedade que se pretende democrática. Neste caso o pastor vai continuar com as idéias dele e a Vanessa com as dela. Nada impõe que para votar em alguém tenha que abrir mão de suas verdades ou vice-versa. Passadas as eleições tanto os membros da Igreja vão continuar acreditando naquilo que antes acreditavam e a Vanessa vai continuar acreditando nas suas verdades também. Eu garanto que ela não vai deixar de ser comunista. Podem ficar sossegados. Aliás, na política para derrotar um inimigo comum as forças reconhecidamente contrárias costumam se unir. Foi assim na segunda Guerra Mundial que para vencer o Nazismo, os capitalistas se uniram aos comunistas. Vocês se lembram? Bem, mais agora vamos ver quem realmente é o “vira casa” nessa história: A Vanessa votou e apoiou o Lula desde 1989 quando foi candidato a presidência pela primeira vez. Vanessa nunca mudou de lado. Nunca mudou de partido e nem de campo ideológico. Quando o Lula tornou-se presidente é que os outros partidos aderiram ao projeto político do PT. Veio o PMDB com o Eduardo Braga, veio o PSD com o Omar Aziz, veio o PR com o Alfredo Nascimento e o Henrique, veio o PDT com o Amazonino, veio o PTB com o Sabino e veio o PSB com o Serafim e vários outros. Vieram também o apoio de igrejas e de pastores como Edir Macedo, a família Câmara e outros. Portanto, dizer que a Vanessa “virou a casaca” não é verdade. Já o Arthur começou no PMDB, “virou casaca” e foi pro PSB, “virou casaca” e foi pro PSDB. Inicialmente era oposição ao Mestrinho, “virou casaca” e passou a apoiar o Mestrinho. Era inimigo mortal do Amazonino, “virou a casaca” e passou apoiar o Amazonino, colocando como seu vice o HISSA que foi líder do prefeito na Câmara de Vereadores de Manaus. No entanto, a crônica silenciou quanto ao candidato tucano “vira casaca”. Por que será, heim? Afinal quem é o “vira casaca” ?.
Comentar em resposta a Paulo Bezerra
Avatar
Ana Paula Freire comentou:
15/10/2012
Vanessa e seus correligionários se referem ao tucano como o “candidato do Amazonino”, mas “esquecem” de relacionar o seu vice, Vital Melo, à atual administração. “Era um mero secretário”, declarou a candidata, demonstrando ter assimilado bem os ensinamentos do mestre Lula na arte de cometer atos-falhos e desprestigiar as pessoas. Invoco o psicanalista francês Jacques Lacan (1901-1981), subvertendo a sua “metáfora do espelho”, para compreender o jogo simbólico de Vanessa: a imagem que ela nega para si e atribui ao outro é, na verdade, a imagem dela própria. Dito de outro modo, ela de fato foi buscar o seu vice na gestão Amazonino – eu disse vice, não um mero secretário. Se algum dos candidatos representa a “continuidade”, é muito mais Vanessa do que Arthur (seus padrinhos dispensam explicações). Que deixe, então, de hipocrisia e reconheça seu vice como integrante da situação, no humilde exercício do “espelho, espelho meu” das fábulas. Inclusive Vanessa chegou a mencionar em campanha que alguns programas da administração atual “merecem ser continuados”. De novo, Lacan explica. Obviamente, não há nada de errado em preservar ações que beneficiam a população, independentemente do gestor. É até um dever republicano. Agora, se Amazonino votará em Arthur, iso é outra história. Ele está no seu direito de cidadão. Acaso Vanessa recusaria o voto dele? Chega de ludibriar o eleitor com falácias e factoides. Ou será que já esqueceram o episódio do ovogate, quando o approach mais afoito de um simpatizante (ou militante?) resultou na mais fantástica metamorfose de uma substância em contato com a pele humana: o ovo que virou cuspe. Ora, qualquer criança sabe diferenciar “ovada” de “cusparada”. Vanessa não soube, e foi à tribuna do Senado pedir solidariedade pela “ação da mais extrema violência”. Quem tiver dúvidas, leia a Ata da sessão do dia 13/09. Sarcasmos à parte, claramente a candidata criou um factoide, visto que, horas antes, seus advogados haviam feito B.O. afirmando que ela fora vítima de “cusparada”. O povo manauara não é tolo e já mostrou isso no primeiro turno, basta ver a expressiva diferença entre Arthur e a candidata do sistema. Salvo uma reviravolta, o segundo turno promete massacre. Henrique Oliveira, Serafim Corrêa e Pauderney Avelino optaram por Arthur. Do lado de lá, estão Sabino Castelo Branco e seu filho Reizo, que foram motivos de chacota nas redes sociais por parte de correligionários de Vanessa. Bom que eles estejam com ela. Que venham os cabos eleitorais do planalto. E que Lula repita a façanha de achincalhar Arthur, de preferência reiterando que tanto faz se contra ele está Vanessa ou o goleiro Rojas. O eleitor responderá nas urnas, quiçá invertendo o espelho do “melhor para Manaus”. Aqui, vai o meu apelo à Senadora: deixe de baixaria na sua campanha. Até Henrique Capriles percebeu que se tentasse negar os programas de sucesso de Hugo Chávez, ou se optasse apenas por atacar o presidente, sua candidatura iria para o ralo. O que fez? Elogiou as "Missões Bolivarianas" e os demais ganhos para a população, prometendo ampliá-los e melhorá-los, e isso lhe rendeu o significativo percentual de 45% dos votos na Venezuela. E a senhora, candidata comunista neo-religiosa, continua achando que vai levar alguma coisa achincalhando o adversário. Ou é burrice, ou é institnto kamikaze. Volte em paz para o Senado, isso sim.
Comentar em resposta a Ana Paula Freire
Avatar
Paulo Bezerra comentou:
10/10/2012
Na desapropriação da área Raposa Terra do Sol em Roraima. O AVN votou a favor dos fazendeiros. A Vanessa 65 votou a favor das comunidades indígenas. Pense bem antes de apoiar (mesmo que indiretamente) um candidato. Um abraço.
Comentar em resposta a Paulo Bezerra
Avatar
Mirtes Trinta (Blog Lima Coelho) comentou:
08/10/2012
Avatar
Albertina Pacheco (Blog Lima Coelho) comentou:
08/10/2012
Realmente muito triste. Eu tinha a Vanessa em outra conta. o X é que o PT também está no mesmo saco
Comentar em resposta a Albertina Pacheco (Blog Lima Coelho)
Avatar
william porto (Blog Lima Coelho) comentou:
08/10/2012
Mestre Bessa, essa lei da ficha limpa é um factóide, aqui em Pernambuco muitos fichas sujas estão disputando a eleição.
Comentar em resposta a william porto (Blog Lima Coelho)
Avatar
Talita (Blog Lima Coelho) comentou:
08/10/2012
É uma decepção das grandes o PCdoB se deixar acossar pela Asssembleia de Deus. E se deixou.
Comentar em resposta a Talita (Blog Lima Coelho)
Avatar
Eliziê Torquato (Blog Lima Coelho) comentou:
08/10/2012
Parabéns mestre. E uma denúncia que interessa ao país. Uma candidata do PCdoB a nos envergonhar
Comentar em resposta a Eliziê Torquato (Blog Lima Coelho)
Avatar
Eider Cardoso (Blog Lima Coelho) comentou:
08/10/2012
Avatar
Sebastião Almeida (Blog Lima Coelho) comentou:
08/10/2012
Está coberto de razão caro mestre. E agora, José?
Comentar em resposta a Sebastião Almeida (Blog Lima Coelho)
Avatar
Iraneide Soares (Blog Lima Coelho) comentou:
08/10/2012
Como ficará a esquerda que condena a Vanessa, virará a casaca para Arthur Virgílio?
Comentar em resposta a Iraneide Soares (Blog Lima Coelho)
Avatar
Diana Macedo (Blog Lima Coelho) comentou:
08/10/2012
Quem enganou a quem? A Vanessa nem chegou aos 18% dos votos válidos! Comprou e não recebeu?
Comentar em resposta a Diana Macedo (Blog Lima Coelho)
Avatar
Paulo Cesar (Blog Amazonia) comentou:
08/10/2012
Não sei porque o espanto, é uma disputa pelo poder, e para alcançá-lo o político vende até alma.
Comentar em resposta a Paulo Cesar (Blog Amazonia)
Avatar
José Carlos Santos (Blog da Amazonia) comentou:
08/10/2012
Ah Tá!! O bom é o Arthur Virgílio não é mesmo??? Faça-me o favor mais um 'jornalista' com indignação seletiva
Comentar em resposta a José Carlos Santos (Blog da Amazonia)
Avatar
Luciana Valente comentou:
08/10/2012
Vale tudo pra ganhar votos?
Comentar em resposta a Luciana Valente
Avatar
gina couto comentou:
08/10/2012
Lenin! O Lenin!!! Como é atual o velho Lenin, ele descreve estas figuras que se auto-denominam comunistas e são simples oportunistas, com uma claridade que parece que está fazendo um analisis da nossa politica atual.
Comentar em resposta a gina couto
Avatar
Paulo Bezerra(2) comentou:
13/10/2012
A Vanessa milita a mais de 30 anos num partido comunista, sempre esteve no mesmo campo ideológico apoiando um projeto político popular do PT e mesmo com a derrocada dos regimes socialistas do leste europeu, continuou no mesmo partido. Será que isso é oportunismo? E o que dizer de uma comunista que abandonou suas convicções políticas para aderir ao projeto neoliberal do PSDB?
Comentar em resposta a Paulo Bezerra(2)
Avatar
André Ricardo Costa comentou:
08/10/2012
Mais uma vez eu digo... até aqui eu fui com o taquiprati... tô parecendo o Schumacher!!
Comentar em resposta a André Ricardo Costa
Avatar
Susana Grillo comentou:
08/10/2012
Bessa, é muito decepcionante mesmo... essa fragmentação da étnica tem seus limites cada vez mais esgarçados... o segundo turno será cheio disso, infelizmente .. um grande abraço
Comentar em resposta a Susana Grillo
Avatar
Marcos Dias Coelho comentou:
07/10/2012
Prezado Bessa, leio religiosamente sua crônica ha cerca de um semestre. Tenho até usado seus escritos para indicação bibliográfica. Há algumas semanas, uma ex-aluna sua, agora professora da UFAM, Patrícia Sampaio, me revelou muito orgulhosa esta informação. Revelo tudo isso para expressar o repeito que tenho por vc, apenas lendo suas crônicas. Contudo, tenho que te dizer que a democracia representativa está falida. Virou cultura de massa, orientada pelo marketing político. Onde, maquiavelicamente, vencer é o mais importante. E digo mais! Para se manter no poder vale td. Por isso que o PT, o PC do B e o PSB e outros mais viraram a casaca. Aliás, virar a casaca já se transformou em uma estratégia eleitoral!!! Basta olharmos os segundos turnos... Vai ser uma corrida pelos apoios dos que ficaram de fora... Por mais ideologicamente contrario q possa parecer.
Comentar em resposta a Marcos Dias Coelho
Avatar
Ana Stanislaw comentou:
07/10/2012
Excelente e propícia crônica!!
Comentar em resposta a Ana Stanislaw
Avatar
Regina Nakamura comentou:
07/10/2012
Confesso que naõ entendi o que o sr. Tilzo Lago colocou. Alguém mais esclarecido pode me explicar?
Comentar em resposta a Regina Nakamura
Avatar
Gildasio Lima (Blog Amazonia) comentou:
07/10/2012
Caro jornalista, leio atentamente suas materias, e pelo que percebi não usou de ironia, foi verdadeiro no seu Espanto, que me admira, é uma pessoa tão competente e bem formada, como o senhor pode se assustar com isso? Politico brasileiro vende a alma ao capeta para obter voto e eles , nem eles mesmos, acreditam em 'histórico de lutas'. É, meu amigo sua senadora é só mais uma das inumeras pessoas desprovidas de ética que compõem o nosso Congresso Nacional. Meus pêssames pelo luto que estás vivendo, pois, eu acredito seja a morte politica dessa senhora para voce. Um abraço e continue firme na defessa de nosso país que é uma luta insana, mas que voce faz com muito brilhantismo.
Comentar em resposta a Gildasio Lima (Blog Amazonia)
Avatar
Laudo comentou:
07/10/2012
Babá como diz o caboclo, aqui tá todo mundo junto e misturado, está dificil saber quem é quem no jogo do bicho, situação oposição ?? o fato é...esculhambação!!!
Comentar em resposta a Laudo
Avatar
Florêncio Vaz comentou:
07/10/2012
São alianças como esta que acabam com trajetórias construidas durante décadas... Vejam o que aconteceu aqui no Pará com a ex-senadora e ex-governadora Ana Júlia. Lembram dela? Alguém sabe onde ela anda agora? Simplesmente sumiu, envergonhada pela merda que deixou no seu caminho como governadora ou vítima de um "silêncio imposto" pelo PT. Nenhum candidato do PT nos municípios deseja o apoio explícito dela. Tudo porque sua eleição foi amarrada com os Barbalho, que de fato governaram nosso Estado do Pará. Seu governo foi uma frustração só. É isso. Estas alianças tem o seu preço. O PT, o PCdoB e a tal "esquerda" no poder no Brasil de hoje acham que vale a pena pagar o preço. De Santarém, Pará, Florencio Vaz.
Comentar em resposta a Florêncio Vaz
Avatar
Arnaldo Angelim comentou:
06/10/2012
Caro Ribamar, O Cronista está Nu. Há muito, muito, tempo acompanho suas crônicas, na maioria das vezes compartilhando posições e vez por outra discordando, mas sempre admirando não apenas a cultura e a coragem, mas a forma (discordando um pouco do Thiago de Mello). Essa forma permite uma comunicação com uma enorme variedade de leitores. Bem, leitor tem seus direitos, né? Saio do silêncio porque não posso deixar de dizer que esta é uma das crônicas mais infelizes desde que o ex-reitor Walmir foi chamado de cachorro vadio (Mas, paradoxalmente, aquele é dos seus melhores textos). É Schopenhauer puro (categoria odiosa, ataque pessoal, diversionismo, e todo o resto.), mas mais grave é maniqueísta e beira a falta de honestidade intelectual, que jamais esperava encontrar aqui. Não está dito, mas é um texto pró-Artur. Como assim? Na lista de crônicas sobre os candidatos à prefeito, para que se pudesse ter uma noção do padrão de conduta de cada um deles, uma foi “esquecida”: A que se chama “Dois escribas e um destino”( http://www.taquiprati.com.br/home/apresenta-cronica.php?cronica=cronica22-04-2001), que desnuda a subserviência do Artur. Não é a primeira vez que Artur rouba nossas esperanças. Roubou nossas esperanças quando nós o elegemos para colocar um pijama no Boto e ele logo se tornou subserviente ao velho populista. Quando nós o elegemos para moralizar a prefeitura e ele fêz uma péssima administração. Pergunta ao Serafim (o antigo, outra decepção) porque só ele ficou dois meses na Secretaria de Finanças? Pergunta ao Artur como resolveu a questão da grana, quando a testa de ferro dele morreu em acidente no Rio? Roubou nossas esperanças quando se entregou ao FHC e quando se entrega ao Amazonino. Quando votou a Lei de Informática. Ribamar, teus leitores, são inteligentes não podem ser subestimados. Teus leitores tem opinião e por vezes discordantes, escolher uma posição como se fosse a única possível também já foi rechaçado aqui por vc. Não incorra nesse erro. Será que a Prof. Vânia Tadros que é sua amiga e fissurada no Amazonino, é a favor do aborto? Eu particularmente acho que pena de morte e aborto são duas faces da mesma moeda, mas Vc e o Bush Jr estão de acordo em me contestar, por isso serão iguais? Essa reflexão é só para dizer que sabendo da dimensão, da capacidade de formar opiniões, desse espaço, não se torne massa de manobra. Vc também é maior que isso. Até sábado (quer dizer Domingo). Arnaldo. P.S – desculpe os erros, escrevi de supetão
Comentar em resposta a Arnaldo Angelim
Avatar
Ribamar Bessa comentou:
06/10/2012
Arnaldo, Calma. Calma que o Brasil é nosso. Obrigado por lembrar o texto "Dois escribas e um destino" que nem sequer estava postado no site (constava apenas do velho site). Acabo de postar no novo site para poder compartlhar com os leitores. O endereço correto é http://www.taquiprati.com.br/cronica.php?ident=322. Não foi "esquecido", nem omitido. São mais de 970 textos, só a favor da Vanessa são mais de 20, teria que "garimpar". Não dá para lembrar todos. Vanessa, Arthur, Serafim, independente da simpatia ou antipatia que se possa ter em relação a eles, são políticos que fazem parte da história do Amazonas, das lutas aqui travadas.Merecem nosso respeito, o que inclui, é claro, o exercício da crítica da qual nunca fugi. Nesses 30 anos em que milito na imprensa amazonense, sempre emiti minha opinião e, às vezes, é preciso ter coragem para ser a favor. Quanto ao texto sobre os candidatos vira-casaca, voce diz que não está dito, mas que é um texto pro-Arthur. Essa é tua leitura, talvez isso explique teu comentário raivoso. Por que não pro-Serafim? Por que não anti-Sabino? Posso dizer que o teu comentário, não está dito, mas é pro Vanessa. É um direito que voce tem de defender a candidata, que, aliás, tem muitos méritos, e o que estou cobrando dela é justamente que não jogue fora sua historia de lutas. É isso que estou cobrando e que quero discutir. Quanto à vinculação do aborto com a pena de morte, duvido que a Vanessa concorde com você. Duvido.
Comentar em resposta a Ribamar Bessa
Avatar
Arnaldo Angelim comentou:
07/10/2012
Bessa, o comentário não é raivoso (onde seria?), não foi essa a intenção. Ocorre que tudo na vida é ajuste de expectativas. Há algumas coisas que não espero do Amazonino, mas que espero do TAQUIPRATI. Mas é claro que a ausência das referências às crônicas sobre o Arthur, foi que conduziu, ok, a “ilação”. Pelo mesmo ajuste de expectativas, não me parece que Taquiprati optaria por Sabino, uma vez mais, espero não estar errado. Incomoda-me, sim, o fato de que um assunto tão importante, ao invés de um esperado painel analítico dos candidatos, tenha se resumido a uma abordagem que resultou maniqueísta. Se minhas perguntas são despropositadas, por favor, me mostre. Vc tem razão, minha posição é pro-Vanessa, fundada na avaliação desse histórico de lutas a que vc se referiu. Ela também é objeto das mais altas expectativas. Se vc me permite considerei Ela e o Serafim como opções, mas ele teve sua chance e decepcionou. Quanto ao Arthur me permita duas citações ouvidas recentemente de um amigo muito próximo. A primeira do Nelson Rodrigues é aquela que ele lembra que só os inimigos nunca traem e a outra do Millôr Fernandes que diz “tem gente que se acha honesto, apenas porque é medíocre em sua desonestidade” . Concordo que provavelmente a Vanessa discorde de minha opinião sobre o aborto, respeito, mas mantenho minha posição. Aliás o respeito absoluto do direito à vida é o que a fundamenta.
Comentar em resposta a Arnaldo Angelim
Avatar
Arnaldo Angelim comentou:
06/10/2012
Caro Ribamar, O Cronista está Nu. Há muito, muito, tempo acompanho suas crônicas, na maioria das vezes compartilhando posições e vez por outra discordando, mas sempre admirando não apenas a cultura e a coragem, mas a forma (discordando um pouco do Thiago de Mello). Essa forma permite uma comunicação com uma enorme variedade de leitores. Bem, leitor tem seus direitos, né? Saio do silêncio porque não posso deixar de dizer que esta é uma das crônicas mais infelizes desde que o ex-reitor Walmir foi chamado de cachorro vadio (Mas, paradoxalmente, aquele é dos seus melhores textos). É Schopenhauer puro (categoria odiosa, ataque pessoal, diversionismo, e todo o resto.), mas mais grave é maniqueísta e beira a falta de honestidade intelectual, que jamais esperava encontrar aqui. Não está dito, mas é um texto pró-Artur. Como assim? Na lista de crônicas sobre os candidatos à prefeito, para que se pudesse ter uma noção do padrão de conduta de cada um deles, uma foi “esquecida”: A que se chama “Dois escribas e um destino”( http://www.taquiprati.com.br/home/apresenta-cronica.php?cronica=cronica22-04-2001), que desnuda a subserviência do Artur. Não é a primeira vez que Artur rouba nossas esperanças. Roubou nossas esperanças quando nós o elegemos para colocar um pijama no Boto e ele logo se tornou subserviente ao velho populista. Quando nós o elegemos para moralizar a prefeitura e ele fêz uma péssima administração. Pergunta ao Serafim (o antigo, outra decepção) porque só ele ficou dois meses na Secretaria de Finanças? Pergunta ao Artur como resolveu a questão da grana, quando a testa de ferro dele morreu em acidente no Rio? Roubou nossas esperanças quando se entregou ao FHC e quando se entrega ao Amazonino. Quando votou a Lei de Informática. Ribamar, teus leitores, são inteligentes não podem ser subestimados. Teus leitores tem opinião e por vezes discordantes, escolher uma posição como se fosse a única possível também já foi rechaçado aqui por vc. Não incorra nesse erro. Será que a Prof. Vânia Tadros que é sua amiga e fissurada no Amazonino, é a favor do aborto? Eu particularmente acho que pena de morte e aborto são duas faces da mesma moeda, mas Vc e o Bush Jr estão de acordo em me contestar, por isso serão iguais? Essa reflexão é só para dizer que sabendo da dimensão, da capacidade de formar opiniões, desse espaço, não se torne massa de manobra. Vc também é maior que isso. Até sábado (quer dizer Domingo). Arnaldo. P.S – desculpe os erros, escrevi de supetão
Comentar em resposta a Arnaldo Angelim
Avatar
Arnaldo Angelim comentou:
06/10/2012
Caro Ribamar, O Cronista está Nu. Há muito, muito, tempo acompanho suas crônicas, na maioria das vezes compartilhando posições e vez por outra discordando, mas sempre admirando não apenas a cultura e a coragem, mas a forma (discordando um pouco do Thiago de Mello). Essa forma permite uma comunicação com uma enorme variedade de leitores. Bem, leitor tem seus direitos, né? Saio do silêncio porque não posso deixar de dizer que esta é uma das crônicas mais infelizes desde que o ex-reitor Walmir foi chamado de cachorro vadio (Mas, paradoxalmente, aquele é dos seus melhores textos). É Schopenhauer puro (categoria odiosa, ataque pessoal, diversionismo, e todo o resto.), mas mais grave é maniqueísta e beira a falta de honestidade intelectual, que jamais esperava encontrar aqui. Não está dito, mas é um texto pró-Artur. Como assim? Na lista de crônicas sobre os candidatos à prefeito, para que se pudesse ter uma noção do padrão de conduta de cada um deles, uma foi “esquecida”: A que se chama “Dois escribas e um destino”(www.taquiprati.com.br/cronica.php?ident=409), que desnuda a subserviência do Artur. Não é a primeira vez que Artur rouba nossas esperanças. Roubou nossas esperanças quando nós o elegemos para colocar um pijama no Boto e ele logo se tornou subserviente ao velho populista. Quando nós o elegemos para moralizar a prefeitura e ele fêz uma péssima administração. Pergunta ao Serafim (o antigo, outra decepção) porque só ele ficou dois meses na Secretaria de Finanças? Pergunta ao Artur como resolveu a questão da grana, quando a testa de ferro dele morreu em acidente no Rio? Roubou nossas esperanças quando se entregou ao FHC e quando se entrega ao Amazonino. Quando votou a Lei de Informática. Ribamar, teus leitores, são inteligentes não podem ser subestimados. Teus leitores tem opinião e por vezes discordantes, escolher uma posição como se fosse a única possível também já foi rechaçado aqui por vc. Não incorra nesse erro. Será que a Prof. Vânia Tadros que é sua amiga e fissurada no Amazonino, é a favor do aborto? Eu particularmente acho que pena de morte e aborto são duas faces da mesma moeda, mas Vc e o Bush Jr estão de acordo em me contestar, por isso serão iguais? Essa reflexão é só para dizer que sabendo da dimensão, da capacidade de formar opiniões, desse espaço, não se torne massa de manobra. Vc também é maior que isso. Até sábado (quer dizer Domingo). Arnaldo. P.S – desculpe os erros, escrevi de supetão
Comentar em resposta a Arnaldo Angelim
Avatar
Ligia Maria Rocha Ramos de Oliveira comentou:
06/10/2012
Nenhuma outra palavra descreveria o fato com tamanha precisão, tal como a palavra "promiscuidade". Esta é a denominação adequada para uma atitude, que demonstra total falta de limite, regra ou ética para atingir um objetivo, contrariando uma postura na qual fez com que muitos acreditassem. A lei da Ficha Limpa, realmente foi uma grande conquista, no entanto, considero que seria bastante apropriado uma publicação que descrevesse a filosofia política dos candidatos, ou pelo menos de seus partidos. Dessa forma , seria interessante ver como os candidatos se sairiam diante dos eleitores, ao mudar radicalmente de opinião as vésperas das eleições. Quanto à Política X Religião, é exatamente assim que as vejo, acredito que todo cidadão tem e deve ter sua consciência política, porém, a religião está em outro âmbito. Ao que me consta qualquer que seja a crença religiosa, seus objetivos giram, ou deveriam, entorno da orientação a seus seguidores, segundo sua filosofia, sem que esta seja atrelada a questões políticas. Na Bíblia, livro sagrado onde está descrito o Evangelho, certamente não há passagem alguma que afirme que nós homens devemos condenar, criticar, desrespeitar, ofender, discriminar, agredir ou acusar, qualquer ser humano, seja qual for a sua condição. Ao contrário, nela está descrito que nós cristão, como eu assim acredito, devemos estudá-la e usar nossa reflexão para evangelizar de forma pacífica. A convivência humana exige de nós tolerância, respeito e trocas de conhecimento. Sendo assim, a Política e a Religião estarão sempre lado lado em busca do bem estar humano, mas nunca associadas uma a outra, principalmente para fins eleitorais.
Comentar em resposta a Ligia Maria Rocha Ramos de Oliveira
Avatar
Cláudia Amoêdo comentou:
06/10/2012
Acredito que seja o sentimento de muitos... uma decepção para seus admiradores... eu buscava palavras para explicar a minha própria atitude em não querer votar na Vanessa...há tanto tempo sendo sua eleitora fiel...achei!! perfeito, professor!!
Comentar em resposta a Cláudia Amoêdo
Avatar
Harald Pinheiro comentou:
06/10/2012
Sem duvida a pior de todas as traições é trair a si mesmo...lamentável!!!
Comentar em resposta a Harald Pinheiro
Avatar
Ismael Farias comentou:
06/10/2012
Triste mas real, né Babá? Irreconhecível a CAMARADA Vanessa Mendes Braga Aziz Bezerra. E um amigo me pediu pra "respeitar a história da camarada". Como, se ela própria a desrespeitou?
Comentar em resposta a Ismael Farias
Avatar
Luís Balkar Pinheiro comentou:
06/10/2012
É isso mesmo Bessa. Você foi direto ao ponto e conseguiu traduzir a sensação ruim que tais atitudes deixaram para muitos de nós.
Comentar em resposta a Luís Balkar Pinheiro
Avatar
Jô Freitas comentou:
06/10/2012
Desde que Vanessa era vereadora votei nela e acompanhei toda tragetória polica até ela ser eleita Senadora. Não votarei em Vanessa por uma simples razão: Caso ela seja eleita quem assumiirá o cargo para o qual eu ajudei a elege-la é alguem que nem conheço e nunca votei. Acho isto uma falta de compromisso com quem a elegeu senadora.
Comentar em resposta a Jô Freitas
Avatar
Rosângela Bentes Campos comentou:
06/10/2012
Esse é o desencanto de todos nós, que conhecemos a história da prefeiturável Vanessa. Ela segue piamente a cartilha do tresloucado ex-presidente Lula, tendo, ambos, enlameado suas biografias. Ele, finalmente, ao aliançar-se com o amante promíscuo da ditadura militar, Paulo Maluf. Ela...por se prostituir publicamente, e trocar sua história de luta por votos daqueles com quem sempre travou batalhas.
Comentar em resposta a Rosângela Bentes Campos
Avatar
Patricia Carvalho comentou:
06/10/2012
Lula fez escola com essas alianças sujas: apoiou o Sarney, que já era um cadáver politico, para presidente do senado contra o Viana do Acre, beijou os cinco dedos da mão do Jader Barbalho, puxou o saco do Collor e se ajoelhou diante do Maluf. A Vanessa, então, acha que pode fazer o mesmo.
Comentar em resposta a Patricia Carvalho
Avatar
Luiz Bazilio comentou:
06/10/2012
Bessa querido: excelente reflexão na minha véspera de encontro com as urnas. É realmente uma pena que a senadora tenha tomado o caminho dos que capitulam. Abraços. Luiz Bazilio
Comentar em resposta a Luiz Bazilio
Avatar
Tylzo Lago comentou:
06/10/2012
Vc é tão hipócrita, que cobra do mundo seus erros para que uma pessoa continue a pensar errado, como neste caso da homofobia que vc relata. Vc é tão cego, que no seu mundo, Jesus jamais apareceu, pelo fato de vc ser contrário a sua palavra. É isso mesmo, Deus usa e trabalha de uma forma, aonde na qual o próprio diabo não acha um caminho para destruir aquilo que Deus assim deseja. Se vc não sabe, Jesus não veio ao mundo para os salvos, mais para aqueles que estão perdidos em sua consciência moral e espírita. O tempo de vida de um ser existe para ele se reconciliar antes de partir, pois só aqui neste mundo, através de seu perdão e fé Naquele que lhe deu a vida, seja aceita por Ele. Vc é medíocre e crítica aquilo que não conhece e jamais desejou conhecer, pra saber a verdade no que Jesus Cristo tem para o homem, aquele que já estava condenado, e se quer sabe reconhecer a nova vida que recebeu de um Deus presente; Onipotente, Oniciente e Onipresente. Leia a Bíblia! O seu desconforto, será sua derrota, não esqueça, pois vou lhe cobrar no dia certo...
Comentar em resposta a Tylzo Lago
Avatar
Marcelo comentou:
07/10/2012
Então Tylzo, pela sua ótica, se jesus para salvar os perdidos, faz sentido que ele salve a Vanessa e o Lula, o Sarney e o José Dirceu, o Collor e o José (nada) Genoíno??? Parabéns....
Comentar em resposta a Marcelo
Avatar
Elaiza comentou:
07/10/2012
O "jui" caiu no lago e se afogou... Só se salvou o "tyl"...
Comentar em resposta a Elaiza
Avatar
VANIA NOVOA TADROS comentou:
06/10/2012
BABÁ, POR FAVOR, COLA O QUE VOU ESCREVER ABAIXO NO TAQUIPRATI PORQUE EU ME ENRROLEI DE NOVO NAQUELAS LETRINHAS: TYLSO LAGO, VC NÃO CONHECE NADA DA DOUTRINA QUE JESUS PREGOU PORQUE O ESSENCIAL DELA É AMAR A DEUS E AO PRÓXIMO E ISSO O BESSA EXERCE MUITO BEM QUANDO LUTA PELA MELHOR CONDIÇÕES DE VIDA DOS TRABALHADORES, PARA QUE OS ÍNDIOS SEJAM RESPEITADOS COMO SERES CRIADOS POR DEUS. ELE É CRISTÃO QUANDO DÁ AULAS DE COMO EXERCER A CIDADANIA AQUI MESMO NESTE ESPAÇO. O BESSA, DA MESMA FORMA QUE JESUS ENTENDEU AS PROSTITUTAS E A SAMARITANA, ENTENDE OS HOMOSSEXUAIS. ATÉ QUANDO ELE DEFENDE A CAUSA DA DESCRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO- TESE SOBRE A QUAL PENSAMOS DIFERENTE_ EU SEI QUE ELE PENSA EM DEFENDER AS MULHERES POBRES. O CRISTIANISMO ENSINA A SER TOLERANTE E TAMBÉM A TOMAR PARTIDO. JESUS DIZIA QUE ÁGUA MORNA LHE CAUSAVA ENJÔOS. BESSA É BOM, É AMIGO,É CARIDOSO E LUTA POR AQUILO EM QUE ACREDITA. SER CRISTÃO NÃO É SÓ LOUVAR A DEUS E MUITO MENOS FALAR NO NOME DE DEUS EM VÃO E, PIOR, COBRAR POR ISSO.
Comentar em resposta a VANIA NOVOA TADROS
Avatar
Robson Sena comentou:
06/10/2012
Tylzo, se você sair do armário, conte com o nosso apoio.
Comentar em resposta a Robson Sena
Avatar
Stella Batista (Batista só no nome) comentou:
06/10/2012
Avatar
nubia comentou:
06/10/2012
O que os politicos são capazes de fazem em troca de voto. Diante de fatos como esse, a indignidade é tanta que dar vontade de se omitir do processo mas e aí, o que fazer com o meu dever, meu direito e minha imensa vontade de participar desse momento democrático, ou será ele apenas uma ilusão de ótica?
Comentar em resposta a nubia
Avatar
Marcos Dias Coelho comentou:
07/10/2012
Núbia, de qual direito estás a falar? Votar é dever! A democracia representativa é uma falácia. Votar nulo é uma forma política de expressão. O voto nulo expressa a seguinte mensagem: "eu não concordo com esse sistema de representação política". E é muito legítima! Se discorda, leia um livro de José Saramago chamado "Ensaio sobre a lucidez".
Comentar em resposta a Marcos Dias Coelho
Avatar
VANIA NOVOA TADROS comentou:
06/10/2012
MEU QUERIDO MESTRE BABÁ, AINDA BEM QUE VC NÃO VOTA MAIS EM MANAUS SENÃO PODIA CORRER O RISCO DE TER QUE VOTAR NA CANDIDATA IMPOSTA PELO CORONEL RAMIRO BRAGA. VALEU. BJS.
Comentar em resposta a VANIA NOVOA TADROS
Avatar
Eder Martins Franco comentou:
06/10/2012
Excelente crônica, tio Babá. Eu era membro da Assembléia de Deus do Amazonas - IEADAM, até pouco tempo atrás. Deixei a instituição porque não aguentei mais ver a politização de cultos e o desvio do evangelho simples da cruz de Cristo. Tenho vergonha de, como evangélico, ter que ficar explicando "Não gente, eu não sou um intolerante, preconceituoso", e isso acontece por causa de pessoas como essas, que misturam as coisas de Deus com esse mundo podre da política, poder, dinheiro e influências. É lamentável tudo o que está acontecendo em Manaus neste ano, onde título de eleitor precisa ter religião e ser acompanhado de carteirinha de membro de igreja. Uma grande pena.
Comentar em resposta a Eder Martins Franco