ditadura;

O poeta uruguaio Mário Benedetti publicou um poema “Obituário com hurras” no qual chama todos os inocentes, os torturados que gritam de noite e sonham de dia, os pobres congelados e os que abrigam fantasmas para comemorar a morte do crápula Augusto Pinochet,"un muerto d...

Detalhes

- Você conhece a Vera? - Quem? A Verinha Porra-Louca? Claro que conheço desde o século passado, o Facebook nem havia nascido. Trabalhamos juntos no jornal O SOL. O "Porra Louca" era uma manifestação de carinho que acabou incorporado à sua identidade, pelo menos entre o...

Detalhes

A velhice nos dá coragem. Por isso, depois de tanto tempo, ouso confessar, publicamente, sem qualquer pudor e até com certo orgulho, que o cineasta Silvio Tendler e eu, na juventude, dormimos na mesma cama. Sei que dessa forma escandalizo algumas mentes pudibundas, como...

Detalhes

- No hay pinga en esta casa? Necesito urgentemente una pinga! Quem fez a pergunta, suplicando em bom portunhol, foi o advogado Idibal Pivetta, em 1975 ou 1976, numa casa no bairro de Miraflores, em Lima, antes de um jantar intercultural para o qual fora convidado depois...

Detalhes

- Quem tem pescoço francês tem medo. Da guilhotina, bien sûr. Essa é uma das conclusões de Jean Delumeau em sua “História do medo no ocidente, 1300-1800”, escrita na época em que era professor de História das Mentalidades no Collège de France. Sua obra, conhecida no Bra...

Detalhes