CRÔNICAS

QUEM VAI GANHAR O TROFÉU BODÓ NA LAMA?

Em: 17 de Setembro de 2006 Visualizações: 3679
QUEM VAI GANHAR O TROFÉU BODÓ NA LAMA?

.Numa febril troca de mensagens pela internet, leitores do Taquiprati subverteram as regras da eleição, modificaram o nome do troféu, criaram novas normas rigorosas de apuração e continuaram votando em seus candidatos. Leia aqui o Estatuto do Troféu ‘Bodó na Lama’ e os resultados, surpreendentes, do segundo turno. Nomes que sequer constavam na primeira apuração, agora surgem como fortes candidatos ao prêmio.

DO TROFÉU

Art. 1 - Fica decretada a criação de um troféu destinado a identificar e distinguir políticos e autoridades amazonenses que usam recursos públicos em benefício pessoal e conseguem escapar da Polícia. A partir da data desse decreto, o mencionado troféu chamar-se-á ‘Bodó na lama’, em substituição ao agora extinto ‘Pacuzão de Ouro’.

§ a – Fica justificada a nova denominação por ser o bodó um peixe detritívoro, ou seja, um cascudo comedor de merda, mais feio que o cuiu-cuiu. Vive dentro de buracos no meio da lama ou grudado em paus e pedras, exala catinga fedorenta, apodrece rápido depois de morto e libera enzimas através do hepatopâncreas, o que o torna único na espécie: é um peixe peidão, da mesma forma que os candidatos ao troféu.

§ b - Fica terminantemente proibida a criação de novos troféus que tenham aquilo que o tucunaré tem no meio, o curimatã tem na frente, o pirarucu, o aracu e o baiacu – criado por um colunista social - tem atrás e o cuiu-cuiu tem em dobro.

§ c – Essa medida pretende evitar protestos de leitores, entre os quais Dário Mandão, para quem um troféu com aquilo no meio, na frente ou atrás sugere que os premiados botaram no nosso, com areia e tudo.

DOS CANDIDATOS

Art. 2 – São candidatos natos ao troféu Bodó na lama, sem necessidade de inscrição ou registro, os políticos e autoridades que usam ou usaram, legal ou ilegalmente, recursos públicos em benefício próprio e que demonstraram suficiente habilidade para escapar das malhas da lei, permanecendo impunes.

§ a – Dar-se-á preferência aos dirigentes que subornam ou são subornados, superfaturam obras, especialmente obras desnecessárias, compram ou vendem votos, obtém polpudas aposentadorias, compram juízes e jornais, constroem mansões luxuosas, ganham sistematicamente na loteria esportiva, empregam parentes, aderentes e xerimbabos sem concursos públicos, falsificam diplomas, não pagam IPTU, fazem ‘gato’ de luz, cobram ressarcimentos médicos dos cofres públicos, vendem sentenças a narcotraficantes, vendem alvarás mediante pagamento de propinas e negociam decisões judiciais usando parentes e amigos como intermediários.

DOS ELEITORES

Art. 3 –Poderão votar todos os (e) leitores do Diário do Amazonas, os cadastrados no site Taquiprati e os visitantes do mencionado site.

§ a- O (e) leitor tem o direito de propor, a qualquer momento, modificações nas normas que regulamentam o pleito.

DA VOTAÇÃO

Art. 4 – As urnas estarão abertas do dia 17 de setembro ao dia 1ª de outubro no site Taquiprati.com.br

§ a - Fica garantido aos candidatos que já receberam votos para o ‘Pacuzão de ouro’, a transferência automática desses votos para o ‘Bodó na Lama’.

DA APURAÇÃO

Art. 5 – Com o objetivo de evitar fraudes, a apuração dos votos será supervisionada  pela ONG Transparência Internacional, que monitora a roubalheira em todo o mundo.

§ a – As eleições serão feitas em quatro turnos. Os votos serão apurados nos dias 10, 17 e 24 de novembro e no dia 1ª de outubro, somando-se em cada uma das apurações os votos anteriormente apurados.

§ b - Os casos omissos serão decididos pela CUTEBOL – Comissão Única do Troféu Eleitoral Bodó na Lama, composta por Cirilo Anunciação, Serginho Bartholo, Ana Cláudia Leocádio, Gerson Severo e Jonas – este último por haver, cumprindo ordens do Cirilo, reintegrando o Alex Rapa Coco nos quadros do Diário do Amazonas.

GENS PATIFE

Eis aqui os resultados somados das duas primeiras apurações:

Belarmino Lins – 38
Big Black – 35
Chiquinho Garcia - 30
Pauderney – 27
Atila Lins - 25
Omar Aziz – 20
Wallace - 19
Robério e Cordeirinho - 18
Wanderley Dallas – 17
Marcos Rota – 16
Ari Prodent Moutinho – 15
Chico Ataíde – 14
Balieiro – 13
Sabino – 12
Juiz vendedor de sentença - 11
Boto e Gilberto Miranda – 10
Lupércio – 9
Silas Câmara - 8
Di Carli - 6
Alfredo - 5
Di Carlito - 4
Eduardo – 3

Os eleitores estão indignados com o Judiciário do Amazonas, acusado pelo ex-governador Amazonino Mendes de estar composto por juízes que se vendem. Tereza quer votar nominalmente, mas está “esperando que Amazonino dê nomes aos bois e revele os nomes dos juizes comprados”.

 Agá Pereira, que também votou no “juiz acusado de negociar decisões judiciais”, justificou sua escolha depois da leitura do livro “República dos Bugres”, de Ruy Tapioca. Lá, esse autor esclarece a teoria do gens patife e a teorias das matrizes culturais vagabundas que explicam porque tem tanto tratante e pilantra no Brasil.

Enquanto a maioria dos (e) leitores tiveram comportamento informal na hora de votar, Valéria escreveu com todas as letras: “Voto em Amazonino Armando Mendes”, cumprindo a liturgia formal do voto. É como se o seu voto pudesse ser anulado, se fizesse como outros (e) leitores que escreveram apenas Big Black ou Negão.

Finalmente, Rodrigo dá mais um motivo para votar nos irmãos Lins. No feriado do dia 7 de setembro, voltando da Ponta Negra, ele viu um carro adesivado com fotos do Belão e Atila, cujo motorista jogou pela janela uma lata de cerveja. “Esse cara é um porco. Como porco só vota em porco, confirmou o que eu já pensava”.

Cumpra seu dever cívico. Escolha o seu candidato ao troféu “Bodó na Lama” e durma tranqüilo.

P.S. – Sinceramente, você teria coragem de fazer um parto com a Regina Duarte? Ou de usar uma sandália jeca como a da irmã Maria Letícia Sabatella? Não sei onde estou, que não encho de porrada a cara daquele cafajeste Renato, que esnobou a Viviane Pasmanter, que há três dias está vestindo o mesmo shortinho cáqui.

Comente esta crônica



Serviço integrado ao Gravatar.com para exibir sua foto (avatar).

Nenhum Comentário