CRÔNICAS

O SACO DO AÉCIO, A FAROFA DA DILMA

Em: 12 de Outubro de 2014
Tags:
Visualizações: 6966
É duro admitir: neste caso quem tinha razão era Aécio. Dilma estava completamente errada. Temos de ser justos. Doa a quem doer. O PT pode estrebuchar, mas se fizer uma análise racional, fria e objetiva será obrigado a reconhecer que no primeiro turno Aécio anunciou parte da verdade. Dilma não. É que ambos, interesseiros, se beneficiavam, um com a verdade parcial, a outra com o engano integral. Desta forma, os dois foram recompensados com milhões de votos subtraídos à Marina, mesmo assim escolhida por 21% dos eleitores que agora são cobiçados por ambos. Por pura miopia, o PT não admite, mas  é isso aí. O resto é nhem-nhem-nhem e lero-lero.
Provo e comprovo o que afirmo. A preferência de Dilma para o segundo turno era enfrentar o PSDB, cujo candidato, numa avaliação equivocada, lhe parecia o adversário mais fácil de derrotar. Já Aécio, caindo nas pesquisas, precisava passar para o segundo turno. Os dois se uniram momentaneamente em torno desse interesse comum: tirar do jogo Marina, transformando-a no alvo principal de suas criticas. Juntos, os candidatos do PT e PSDB somavam 16 minutos de TV que foram usados para triturar a candidata até então favorita nas pesquisas, mas com apenas 2 minutos para se defender dos ataques dos opositores. Fizeram tudo: enganaram e sequer hesitaram, coisa rara, em dizer a verdade. Mas esqueceram que iam precisar dela no segundo turno.
Os enganos de Dilma
Houve tempo em que quem decidia no PT era a militância. Agora são marqueteiros contratados a peso de ouro. João Santana decidiu demolir Marina com artilharia pesada na propaganda eleitoral e nos spots televisivos que alimentavam os blogs petistas, se lixando para a verdade. O terrorismo eleitoral despolitizou o debate, desinformou e deseducou o eleitor. Com zero margem de acerto, apagou a história de Marina que militou trinta anos no PT. Inventou que ela era a nova direita, que ia acabar com o Bolsa-Família e com o Pré-Sal, que ia tirar comida do prato dos pobres, que era subserviente ao capital financeiro, que ia entregar o Banco Central à Neca de Pitibiribas.
Encomendaram artigos a seus "intelectuais orgânicos" que satanizaram Marina, apresentando-a como neoliberal e fundamentalista, destruidora da escola laica, disposta a ensinar nelas que o mundo foi criado em seis dias. Azucrinaram nas redes sociais, classificando-a de homofóbica e de discriminar os gays, sob a inspiração do pastor Malafaia. Muita gente boa, incluindo universitários, repetiram essas patranhas, sem ouvir o que a acusada dizia sobre a tolerância que professa e a diversidade que defende. O PT fez com Marina aquilo que Egberto Batista, o Podrão, marqueteiro do Collor, fez com o Lula. Hoje Collor faz parte da base aliada e João Santana é o Podrão do PT.
Incoerente, o PT aliado a Collor, Maluf, Sarney, Renán Calheiros, Barbalho e Kátia Abreu se mostrou escandalizado com o apoio da Neca de Pitibiribas e do filho de Bornhausen à Marina. Os spots na tv martelaram: "mentirosa!" Repetiram centenas de vezes: "mentirosa". Aproveitaram o discurso de Marina sobre a CPMF, confundindo sua posição na votação da lei, que foi uma, com a regulamentação da lei, que foi outra. Erro equivalente seria se Marina chamasse Dilma de farsante, por ter sido apresentada como Mestre em Economia, quando na realidade nunca defendeu tese. Era uma questão formal de confundir o curso que ela fez, com a titulação que não obteve.
Confesso que sofria cada vez que ouvia os spots chamando Marina de mentirosa, vendo a que ponto chegou o partido que ajudei a fundar. Ela foi ridicularizada como inconstante por mudar de opinião, como se fosse um crime rever posições. Nos blogs foram feitas menções depreciativas à sua aparência física de caboca e seringueira. Até o desastre de avião que matou Eduardo Campos foi considerado manobra da CIA para eleger Marina. Como disse um amigo gozando a paranoia do PT, o grande erro da campanha de Marina foi a CIA ter abatido o avião antes da hora. Ele vai reclamar com o George Soros, o empresário americano que tudo arquitetou.
A CIA deve estar morrendo de rir, porque caíram em sua armadilha. Não é assim que se defende os interesse populares: mentindo. Não é assim que se resolve as divergências: caluniando. É assim que se defende aparelho e cargos: obedecendo cegamente diretrizes do Partido e derrotando o pensamento. León Trotsky que o diga. Ninguém me contou, eu ouvi em 1968 militantes do PCB jurarem que Carlos Marighella era agente da CIA. Que horror! E o pior é que muitos acreditaram. Essa prática stalinista de queimar quem ousa criticar a linha oficial do partido continua sendo usada. Agora, o PT tem interesse em que aceitem  o que disse Aécio no primeiro turno.
Com uma pequena margem de acerto para mais ou para menos, Aécio não errou quando durante a campanha anunciou para todo o Brasil:
- Marina e Dilma são farinha do mesmo saco.
Não discutiu o programa dela, nem apresentou o seu. Apenas bateu forte nessa tecla, sem dó nem piedade. Disse que Marina era do PT na época do mensalão, sugerindo - o que foi uma calúnia - o envolvimento da candidata com o esquema de corrupção que é - isso ele escondeu - uma invenção do PSDB mineiro. Convenceu assim aqueles eleitores antipetistas de Marina para que votassem não na menina nascida no Seringal Bagaço, mas nele, que era farinha de outro saco, impoluto. Surtiu efeito, embora ela nunca tenha usado verbas públicas para construir um aeroporto particular.
O saco do Aécio
Aécio, porém, acertou. O  "mesmo saco" significa origens e ideias comuns. Marina tem uma história de lutas. Senadora e ministra do PT, partido que ajudou a fundar, atuou nas comunidades eclesiais de base e na CUT, comprometida com trabalhadores, seringueiros, índios, povos da floresta. Dilma chegou mais tarde ao PT, mas vem das lutas contra a ditadura e compartilhou os mesmos sonhos de mudança, noves fora a questão indígena e a ambiental. Aqui a presidenta é tão "crescimentista" quanto Aécio e ambos, farinha do mesmo saco nessa questão, se distanciam de Marina. Aliás, foi por essas razões que Marina deixou de ser ministra do Meio Ambiente, onde travava combate desigual com Dilma na Casa Civil.
Portanto, são farinha do mesmo saco sim, mas com diferenças. Uma é farinha de trigo, a branca; a outra é de tapioca, aquela escura com a qual na Amazônia fazemos o beiju-pixuna. Tal diferença foi escondida dos eleitores por Aécio e Dilma, porque lhes era conveniente. Os dois esquartejaram Marina, um dizendo que ela era de esquerda, a outra jurando que era de direita. Ambos cometem estelionato eleitoral quando agora se desdizem. Inventaram ontem uma Marina para retirar-lhe os votos, hoje criam outra para se apropriarem dos 21% que ficaram. Cada um reivindica Marina para seus respectivos sacos. Acham que o leitor já esqueceu o que falaram. Esqueceu?
Os pobres, os lascados, os ferrados, a floresta, os índios não cabem dentro do saco do Aécio, cuja historia de vida pública foge da justiça social como o diabo da cruz. Ele e seu grupo político não tem qualquer compromisso com os direitos dos trabalhadores, a reforma agrária, a demarcação das terras indígenas, os programas sociais, a liberdade de imprensa, o combate à corrupção. Por isso levou uma senhora surra no Estado de Minas Gerais que governou. Lá, foi derrrotado nas urnas. É que os mineiros sofreram na pele e conhecem quem governou exclusivamente para os ricos.
Além disso, a forma como universidades, funcionalismo publico, aposentados e assalariados foram tratados por FHC nos dão uma ideia de um eventual governo de Aécio, o inominável homem das neves, que já fez seu ensaio geral em Minas. Os dois são vinhos da mesma pipa, com uma diferença: FHC é inteligente, Aécio é apenas esperto. O trator que Aécio passou sobre o jornalismo independente pode significar um retrocesso na liberdade de imprensa e de opinião, porque sequer os blogueiros, a quem ele está processando, foram poupados.
Se os assalariados que constituem uma força política são massacrados, o que dizer das minorias, incluindo ai os índios e quilombolas? Diante dos representantes do agronegócio, na sabatina que ocorreu na Confederação Nacional da Agricultura, Aécio já se comprometeu publicamente de retirar da FUNAI o poder de definir a demarcação das terras indígenas, acenando para a exploração dos recursos hídricos e minerais ali existentes.
Aécio se apresenta como o candidato da mudança. Desculpem o termo chulo, mas não é mudança porra nenhuma, nem aqui nem na China. O conceito de mudança implica transformação da realidade, avanço nas políticas sociais, mas o que ele propõe é um retrocesso, um retorno ao passado onde aposentados eram tratados como vagabundos. Ele vem não para mudar, mas para restaurar privilégios, alguns dos quais foram sepultados nos últimos doze anos. Já foi dito que no tempo de FHC, a única coisa melhor do que hoje era o PT.  
Como um agrado aos ruralistas, Aécio defende a terceirização da mão de obra no setor agrícola, o que na visão de Marina estimula a exploração do trabalho escravo. "Não quero derrotar Dilma e o PT para colocar a mesma coisa no lugar" - declarou Marina, que cobrou de Aécio políticas ambientais, econômicas, sociais, incluindo a demarcação das terras indígenas. Agora Aécio, esquecendo o que disse no primeiro turno, jura que entre ele e Marina "há mais convergências do que divergências".
- Nós trabalhamos para quebrar a polarização, não para reforçar um dos polos - afirmou a deputada Luiza Erundina (PSB). Efetivamente, Marina deve negar apoio aos dois candidatos. Quanto aos seus eleitores, cada um vote de acordo com sua consciência e sua história. Marineiro desde as eleições de 2010, sigo a orientação de Aécio. Ele tem razão: Dilma e Marina são farinha do mesmo saco. Embora bastante diferentes hoje. Neste segundo turno, sem Marina, mudo de farinha, mas não troco de saco. Com feridas expostas e sangrando pela brutalidade do PT, mesmo assim voto em Dilma.Agora é Dilma.
Quanto aos sacos, só se mantém de pé se houver algo dentro. O de Aécio está vazio.  
P.S. Agradecemos algumas ideias que circularam no Grupo Biorana e recomendamos a leitura do artigo poético e esclarecedor de Daniel Aarão Reis - O voto da Geni - publicado na Folha de São Paulo (8/10).
 

Comente esta crônica



Serviço integrado ao Gravatar.com para exibir sua foto (avatar).

27 Comentário(s)

Avatar
Cris Amaral comentou:
26/10/2014
Parabéns meu querido mestre Jose Bessa por tão bela crônica! Dilma 13! Carinhos
Comentar em resposta a Cris Amaral
Avatar
Ciro Braga Dantas comentou:
15/10/2014
Francamente, está difícil de se animar a votar em qualquer um deles; Dilma ou Aécio, ambos apresentam defeitos terríveis que geram um grande temor nos brasileiros lúcidos e com memória. Dilma e o PT patrocinam coisas como a política de cotas, invenção americana estúpida que incute e fermenta o preconceito cada vez mais na sociedade brasileira, ao gerar dúvida quanto ao fato de um profissional ter tido sua formação por seus méritos (habilidades e competências) ou por cor de pele, auto-declaração de etnia, etc; já o PSDB tem a mania de privatizar tudo, como uma panacéia contra qualquer mal, jogando fora a criança junto com a água da bacia, ganhando muitos dividendos no caminho, jamais noticiados pela revista veja...tempos sombrios se avizinham para a nação brasileira ...que DEUS nos proteja e nos guie. Contato de Ciro Braga Dantas
Comentar em resposta a Ciro Braga Dantas
Avatar
VANIA NOVOA TADROS comentou:
14/10/2014
POR FAVOR, AMIGO BABÁ, NAO MUDA DE FARINHA NEM DE SACO, FICA COM OS MESMOS ONDE FOSTES CRIADO E FERMENTADO POLITICAMENTE. O GRUPO DO AÉCIO NEVES QUER GENTE DE CABEÇA FRESCA QUE NÃO ENTENDA O PARTIDO POLÍTICO COMO UM CLUBE DE FUTEBOL. ESTÁ LINDO O NOSSO MOVIMENTO SEM "JÁ GANHOU" E SIM COM MUITO TRABALHO, CRIATIVIDADE E RESPONSABILIDADE. TODOS OS HOMENS E MULHERES DE VERGONHA APROXIMANDO-SE. DEUS ME LIVRE DE UM DIA TER QUE AO MENOS DE SENTIR O ODOR, DE PERTO, DESSA MASSA PUBA DE VOCES!
Comentar em resposta a VANIA NOVOA TADROS
Avatar
Evelyn Orrico comentou:
13/10/2014
Bessa, querido Eu gostaria que alguém me explicasse por que um candidato que se propõe a uma nova forma de governar, descamba para o que há de mais retrógrado do fazer político? As críticas ao PT são muitas, principalmente às relacionadas à corrupção. Eu me pergunto se até o PT entrar para o governo federal éramos todos um grupo de vestais? Ora, sou contra a corrupção e devemos lutar muito e sempre contra ela, mas atribuir ao PT todos os males nesse campo é, no mínimo, ingenuidade. Mais do que a decisão majoritária, preocupa-me o Legislativo que tomará posse em janeiro. Meu Deus do Céu! Como governar com esses congressistas? Precisamos de alguém forte para argumentar com eles! Acho que a política implantada pelo PT, que retirou muitas crianças das ruas, que permitiu que muitos saíssem da miséria absoluta, e ainda que permitiu equilibrar (ao menos em parte) as chances de oportunidade, deve continuar nos conduzindo. DILMA 13!!!!
Comentar em resposta a Evelyn Orrico
Avatar
André comentou:
13/10/2014
Bessa, e sobre o escândalo de corrupção ocorrido na Petrobras, envolvendo PT, PMDB e PP ? Devemos ignorar isto também ?
Comentar em resposta a André
Avatar
FRANCISCO REIS NETO comentou:
12/10/2014
Caro Bessa faça como a Marina vote em Aécio, o PT por tudo que fez não merece se perpetuar no poder por 20 anos, a alternância é válida na democracia. Não seja tão emotivo, eu também votei no Lula e no PT mas já faz um tempo, desde de 2002. Não participei da criação do PT como você e de nenhum partido que existe ou já existiu. Eu concordo com o Joaquim Barbosa, ¨eu gostava do PT até antes de 2002¨, quando se degringolou ao assumiu o poder, por isso tem que ser punido pela urnas.
Comentar em resposta a FRANCISCO REIS NETO
Avatar
Ana comentou:
12/10/2014
É, vivemos num sem-saída, não bastando esse, lembremo-nos de Pezão e Crivela, se eu não votar em branco ou nulo, saio do Rio. Teu texto me fez refletir sobre essas mentiras políticas. Todas as mentiras são intragáveis. Mas há as que também são insuportáveis, tipo: Luciana Genro vai permitir que crianças aos 5 anos troquem de sexo se assim os pais quiserem; quem mandou matart Che Guevara foi Fidel Castro; os comunista comem criancinhas, e por aí vai. O pior é que são muitas as pessoas, como você disse, até universitários, reproduzem essas frases como se cressem. Tem-se que ter muito caráter para suportar tanta crueldade ao reconhecer as verdades que nunca são visíveis. Sempre digo que as verdades são tão simples que poucos creem, já mentiras são tão bem elaboradas que por mais ridículas que sejam muita gente boa custa a enxergá-la, e, outras, se não tivermos um Bessa para nos alertar, até nós caímos por um bom tempo. Sempre grata aos teus textos.
Comentar em resposta a Ana
Avatar
M.deMelo Foucher comentou:
12/10/2014
E agora José? Marina se tornou a Santa do Bessa, para meu mano amigo-camarada, todos teriam que aceitar o modo novo da Marina nova. Este modo de costurar em zig-zag, de governar só com os bons, separando o mau do bem. O que a Marina falava era da ordem do sagrado, ninguém podia colocar a Marina face às suas contradições, nada de críticas! A razão está com a Marina. Diria para meu mano amigo camarada Bessa que na política todas as criticas são justas, resta entendê-las. E a vida em política não se faz só com tangos, a Marina dramatizou demais! A sabedoria nordestina diz que na política quem fica em cima de muro termina assando a bunda e cai sempre do lado errado. Agora ela apóia o Aécio. So espero que o José Bessa consiga eliminar o vírus do ódio contra o PT. O Pt é um adversário político e não um inimigo Bessa. O Pt contribuiu para a consolidação da democracia no Brasil e para um projeto de inclusao social no Brasil. Logicamente, o PT teve erros, não conseguiu maioria para fazer uma reforma politica, mas, para enfrentar os habitantes da Casa Grande e Senzala ainda hoje bem representados na Casa do Povo, temos que ajudar na politização do povo, na construção da cidadania politica e não negando a utilidade da democracia representativa e da política. Você como historiador deveria trabalhar a memória histórica da política brasileira e quanto se lutou para conseguir todas as conquistas sociais. Vou de Dilma 13 taqui pra ti que vou deixar o Brasil virar Po! A direita no Brasil ao perder o poder decidiu aderir o movimento de despolitização de massa, todavia, trata-se de uma estratégia política para reconquistar o poder sem muitos questionamentos. Eles pregam a individualização da sociedade e alimentam o desencanto ideológico sem nenhuma analise critica. Existem também correntes ambientalistas que hoje negam o papel dos partidos. Muitos acham que a causa ecológica não é política. Cresce o numero de pessoas que a se envolvem localmente por causas específicas sem ver a realidade global. Essas pessoas estão se mobilizando para suas necessidades próprias e aspirações do momento, mas essa mobilização não necessariamente defendera uma causa de interesse coletivo. Por favor nao guarde raiva de mim por nao concordar desta vez com você nem com Marina. Todavia, admiro tua escolha de nao entrar no saco do Aécio. Exceto se mudas de opiniao agora que a Marina fez sua escolha.
Comentar em resposta a M.deMelo Foucher
Avatar
Socorro Pereira comentou:
12/10/2014
Amigo Bessa, lavei a alma hoje cedinho, ao ler a tua cronica. Espetacular ! Eu também, assim como milhões de brasileiros que Marinaram, estamos dilacerados pelas vilanias e truculencias cometidas contra Marina Silva, O que fazer ? Comer das farinhas que o diabo amassou ? Que dilema , hein !
Comentar em resposta a Socorro Pereira
Avatar
Ricardo comentou:
11/10/2014
Bessa, você está míope. Seus neurônios resolveram se mudar para o fígado. Parece que você incorporou inteiramente a sedução messiânica da Marina, e simplesmente se esqueceu que a política também comporta derrotas. Não fique posando de criança birrenta que, a essas alturas do campeonato, não vai lhe cair bem.
Comentar em resposta a Ricardo
Avatar
FRANCISCO REIS NETO comentou:
16/10/2014
Caro Ricardo vamos debater no campo das ideias e não descambar para as ofensas, eu posso discordar de muitas coisas que o Bessa escreve, mas ofendê-lo jamais.
Comentar em resposta a FRANCISCO REIS NETO
Avatar
Ribam comentou:
11/10/2014
Ricardo, meu caro, não adianta, vpce pode se esforçar, mas não vai mudar o meu voto em Dilma. Sua intolerancia, sua intransigencia, sua incapacidade de compreender o que está acontecendo não me fara anular meu voto, Ricardo. . Nem voce nem meus companheiros do PT incapazes de fazer autocritica. Voces não estao entendendo nada. Meu voto, o teu e de milhoes de pessoas nao vao impedir que Aecio seja o presidente da Republica. Infelizmente. Voces serão os responsaveis e nem saberao porque.
Comentar em resposta a Ribam
Avatar
Marivelton Rodrigues Barroso comentou:
11/10/2014
Boa analise professor Bessa, mas infelizmente não foi possível escolher a presidente que queríamos, agora a maioria vai eleger um dos nossos inimigos.
Comentar em resposta a Marivelton Rodrigues Barroso
Avatar
Artur Nobre Mendes (via Face) comentou:
11/10/2014
José Bessa continua produzindo a melhor análise das eleições, muito embora eu discorde de sua conclusão. Prefiro concluir à la Viveiros de Castro: "Nem o Aécio me fará votar na Dilma."
Comentar em resposta a Artur Nobre Mendes (via Face)
Avatar
Ana Claudia Lima e Alves comentou:
11/10/2014
Bessa querido, análise primorosa, mas o final descambou. Com todos esses argumentos, não dá pra votar na Dilma e continuar com essa canalha do PT reinando e desmanchando o pouco que vínhamos tentando construir de políticas públicas. Depois do desmonte de Fefegagá e Bresser Pereira, o mau caráter - sabe que ele pediu na justiça a reposição do Plano Bresser assim que saiu do governo?! Sem contar o que foi a (não) política de cultura de Francisco, o Magnífico Weufór. Então, renovação de governo é o mínimo que se pode desejar para tentar mudar alguma coisa para melhor. Espero que Marina e sua equipe conduzam uma negociação séria e consequente do que exigimos que o Aécio faça, e/ou não faça, para votarmos nele para tentarmos construir um projeto de país. Beijão Ana Claudia
Comentar em resposta a Ana Claudia Lima e Alves
Avatar
Elena comentou:
11/10/2014
Infelizmente anular o voto é lavar as mãos e corroborar os votos em Aécio. Pelo voto ativo, mantendo o espírito crítico.
Comentar em resposta a Elena
Avatar
Phellipe Marcel(via FB) comentou:
11/10/2014
Tempos difíceis esses em que a escolha deve ser feita entre um PT dissolvido e um PSDB sempre desvairado. Nenhum dos dois um partido de transformação de fato, no máximo de mitigação de problemas sociais (PT), mas ainda assim relativamente simétrico em suas políticas econômicas que beneficiam grupos dominantes, em suas campanhas difamatórias e sujas, em sua inscrição no capitalismo financeiro internacional. José Bessa, no primeiro turno optei por um partido que julguei representar melhor as necessidades de mudança, o PSOL, mas concordo com você quanto às campanhas. Maliciosas, tudo do que há de pior. E hoje estamos aí mais uma vez com o risco tucano, criado pelo próprio PT depois da destruição de, te parodiando, outras farinhas. Um saco vazio que esperamos não parar em pé. Estou com você: "Com feridas expostas e sangrando pela brutalidade do PT, mesmo assim voto em Dilma. Agora é Dilma." Sangro não apenas pela brutalidade da campanha, mas pelos últimos 12 anos em que esperávamos muito, muito mais.
Comentar em resposta a Phellipe Marcel(via FB)
Avatar
Sergio Pecci (via Twitter) comentou:
11/10/2014
Ressaltando que não votarei na Dilma em hipótese nenhuma, recomendo a leitura do brilhante texto de @taquiprati taquiprati.com.br/cronica.php?id…
Comentar em resposta a Sergio Pecci (via Twitter)
Avatar
Eduardo Santos comentou:
11/10/2014
Professor Bessa, Excelente analise. Concordo completamente com tudo que disseste. Continuo no mesmo saco também. Não apoiei Marina, mas não concordo com o ataque que foi orquestrado, acho que foste uma estratégia da grande mídia, colocar o Aecio abaixo de sua pontuação original para fortalecer sua ida ao segundo turno e disputar eleitores que históricamente não votaram com psdb. Mas seguimos com nossas feridas esperando que as forças positivas estejam ao nosso redor. Um Abraço, e parabéns pela excelente crônica.
Comentar em resposta a Eduardo Santos
Avatar
FRANCISCO REIS NETO comentou:
10/10/2014
Voto em Aécio, quantos tesoureiros bandidos do PT vão aparecer? quantos mensalões ainda vão surgir? quanto dinheiro ilegal será encontrado em aviões e cuecas? O PT jamais será o mesmo.
Comentar em resposta a FRANCISCO REIS NETO
Avatar
Preta comentou:
13/10/2014
Que todos nós ficamos um pouco decepcionados por causa das expectativas que pusemos no PT, isso não tenho a menor dúvida mas essa sua justificativa é chinfrim. No governo do PSDB, nunca houve desvio de verbas, roubos descarados,....? Colocando tudo na balança, voto Dilma 13.
Comentar em resposta a Preta
Avatar
FRANCISCO REIS NETO comentou:
13/10/2014
Cara Preta sou favorável a alternância de poder salutar numa democracia, eu não posso perpetuar com meu voto os escândalos do governo atual, e nem comparar com o governo anterior ao PT se havia menos ou mais escândalos, o PT precisa se reciclar com o surgimento de novos militantes, talvez para isso como disse em comentário anterior precise sair do poder e quem sabe se reinventar. Por isso discordo do Bessa, agora é Aécio.
Comentar em resposta a FRANCISCO REIS NETO
Avatar
Preta comentou:
14/10/2014
Caro Francisco, essa alternância que você fala só deve ser para a presidência? Ao que me consta, em São Paulo, o PSDB está 20 anos no poder, com vários escândalos e não se vê ninguém conclamando, em nome da democracia, alternância do poder.
Comentar em resposta a Preta
Avatar
FRANCISCO REIS NETO comentou:
16/10/2014
Concordo, pode haver alternância de poder em São Paulo, desde de que o PT pare de concorrer com candidato-poste, deu certo uma vez, mas agora! Vamos renovar a militância minha cara Preta.
Comentar em resposta a FRANCISCO REIS NETO
Avatar
FRANCISCO REIS NETO comentou:
13/10/2014
Minha cara Preta, sou favorável sempre a alternância do poder numa democracia, como já comentei aqui, com todos estes escândalos acontecendo e os que já aconteceram o PT precisa se reciclar e principalmente que surjam novos militantes e lideranças e quem sabe nas eleições de 2018 venha com outro método de fazer política e retorne ao poder, em se configurando o quadro atual. Não tenho como concordar com o Bessa, agora é Aécio.
Comentar em resposta a FRANCISCO REIS NETO
Avatar
Ana Stanislaw comentou:
10/10/2014
Bessa, é por isso que você é excelente 'a la Bessa'! Adoro você. e suas crônicas bem argumentadas. Sois uma voz dissonante nesse monte de porcarias que estão sendo inventadas por jornalecos, blogs ..... Adorei, adorei. Também estou com a Dilma!
Comentar em resposta a Ana Stanislaw
Avatar
Vera Rodrigues (via FB) comentou:
10/10/2014
Bessa querido, achei o texto impecável, a análise da campanha idem. (Adorei a citação aqui do Biorana, que honra . Mas o fato é que o saco da Dilma virou uma peneira (de tanto furo). E o que se vc aponta no Aécio, se trocar pra Dilma, também cabe direitinho: o descaso com povos indígenas e quilombolas, e com as florestas, por exemplo. O que se entendeu por redução de desigualdades -que não ocorreu, de fato -, foi a inserção do subproletariado numa camada de consumo, como já definiu o Arbex, num artigo sobre o tema. Sei não, mas acho que manter o saco furado , por mais quatro anos é perpetuar o PT no poder, o aparelhamento do Estado, o fortalecimento da direita que já se apoderou do Congresso. Aécio vai fazer o mesmo? Provavelmente. Mas a diferença é que contará com oposição. Mesmo assim, ainda não sei se consigo votar nele. Mas, certamente, Dilma e o PT estão muito longe da minha escolha. Grande abraço!
Comentar em resposta a Vera Rodrigues (via FB)